Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia desarticula laboratório de drogas no Shangrillá

Traficante é preso quando saia de casa. A polícia estava de campana por quase dois meses. Wanderlan Alves da Silva foi preso  quando processava mais de 20 quilos de pasta base de cocaína. Ele foi encaminhado para a 12º DIP 24/02/2012 às 16:35
Show 1
Wanderlan da Silva preso com pasta base de cocaína no Shangri-lá
Marlen Lima Manaus

Polícia acaba de desarticular um laboratório de refino de drogas numa casa no conjunto Shangrillá II, rua 4, no bairro Parque 10, Zona Centro-Sul. Wanderlan Alves da Silva, 32, foi preso em flagrante quando saia de casa no seu carro, um Celta de placa JWR 5112, pelos policiais da Seccional Oeste.

A polícia estava de campana por quase dois meses, quando decidiu estourar o laboratório.  Na casa foi apreendido mais de 20 quilos de pasta base de cocaína, pronta para o consumo; além de balança de precisão, tesoura, papelotes, sacolas, plásticos, fitas, liquidificador, TV de LCD, entre outros itens.  

Wanderlan confessou que há dois anos vivia exclusivamente da venda das drogas, e não tem passagem pela polícia. Ele disse ainda que havia comprado três quilos de cocaína pura por sete mil reais, cada quilo. Deste material fez o “tratamento” para a mistura da base de pasta de cocaína, o que resultou em quase 30 quilos de droga, e que seria vendida em papelotes no valor de 250,00 reais cada.

DESTINO

A polícia descobriu que os 29,5 quilos de pasta base tinha como destino a Sapolândia, no bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste. Wanderlan está sendo levado para a 12º DIP, no bairro Parque das Laranjeiras, na zona Oeste, onde será feito o flagrante.

Wanderlan não quis revelar quem forneceu a cocaína pura para ele. Disse apenas que foram “vários” fornecedores que lhe serviram na compra dos sete quilos da droga, e que dos 21 mil reais gastos, ele conseguiria um lucro de mais de 40 mil reais, já que cada papelote de pasta de base de cocaína seria vendido a R$ 250,00.