Publicidade
Manaus
DROGAS

Polícia Federal incinera mais de 3 toneladas de drogas apreendidas em 2017

Maioria das drogas era skunk e cocaína apreendida em fiscalizações e operações no Amazonas 21/10/2017 às 11:14
Show incineracao
Foto: Jair Araújo
Silane Souza Manaus (AM)

Três mil e seiscentos quilos de drogas foram incinerados na manhã deste sábado (21), pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal do Amazonas (PF-AM). A incineração, a última realizada este ano, ocorreu na empresa Amazon Clean, no Distrito Industrial II, Zona Sul de Manaus. 

De acordo com o delegado de Repressão a Entorpecentes, Caio Avanço, a maioria das drogas era skunk e cocaína e é parte das aproximadamente nove toneladas apreendidas este ano.

"A gente depende de autorização judicial para fazer a incineração e nem sempre conseguimos. Por isso fazemos de forma periódica, duas ou três vezes ao ano dependendo da quantidade de droga apreendida", destacou.

Esta foi a segunda incineração realizada pela Polícia Federal. Neste ano, a primeira, em fevereiro, destruiu 3,8 mil quilos de drogas. O delegado Avanço afirmou que a grande parte dos entorpecentes foi apreendida principalmente nos rios Solimões e Negro durante fiscalizações e operações realizadas pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes. "A maioria dessa droga foi produzida no Peru e Colômbia", disse.

O delegado afirmou que a peculiaridade do Estado, especialmente na tríplice fronteira, facilita a entrada de droga. Porém, a PF tem intensificado cada vez mais a repressão e a investigação, o que resulta no número de apreensões maiores a cada ano. “No ano passado a gente apreendeu entre seis e sete quilos, este ano, estamos com quase nove em outubro, provavelmente vamos chegar a dez toneladas até o fim do ano”.

Para Avanço, o aprimoramento do trabalho, com investimento em equipamento, treinamento e operações tem gerado esse resultado positivo no combate ao narcotráfico, uma vez que as apreensões atingem o patrimônio desses grupos.

“Talvez esse trabalho é o mais importante para desarticular esses grupos criminosos porque juntamente com esses carregamentos temos apreendidos armas de grosso calibre, como fuzis e até granadas militares”.

Além de policiais da PF-AM, a incineração foi acompanhada por uma representante do Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM).