Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia prende casal que praticava estelionato no comércio de Manaus

Casal de estelionatários só comprava produtos de marca e de alto preço de mercado. Antonia Luciana de Freitas, 34, e Roberval Honorato Pinheiro, 34, foram presos quando saim do Carrefour, em mais um dia de compra com cartões clonados e documentos falsos 28/03/2012 às 08:54
Show 1
Casal estelionatário preso pelo 6º DIP
Catiane Moura Manaus

Policiais civis do 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP) prenderam nesta terça-feira (26), por volta das 14h, o casal Antonia Luciana de Freitas, 34, e Roberval Honorato Pinheiro, 34, dentro do estacionamento do supermercado Carrefour, na avenida Max Teixeira, no bairro Cidade Nova, zona Norte de Manaus (AM). Eles são suspeitos de integrar uma quadrilha de grande porte especializada em clonagem de cartões e falsificação de documentos no Amazonas.

De acordo com informações de investigadores do 6° DIP, o casal foi preso em flagrante quando saía do Carrefour com 96 caixas de cerveja da marca Brahma. Eles compraram as bebidas usando um cartão clonado e documentação falsa em nome de Neile Helena da Silva Paes.

Conforme o titular da delegacia Ricardo Leite, na casa dos suspeitos, no bairro União da Vitória, zona Norte, a polícia aprendeu duas TVs, uma delas LED - 3D que está avaliada em aproximadamente R$ 7 mil. Foram descobertos ainda vários cartões de bancos, entre eles: Itaú, Bradesco, Brasil e Caixa Econômica Federal. Havia também cartões de lojas como: Riachuello, C&A, Bemol e Marisa. Todo o material foi apreendido.

- “Eles só compram produtos de marca e com altos preços. Possivelmente para vender mais barato depois. Usamos como exemplo os uísques que também foram apreendidos, e que são vendidos exclusivamente na Top Internacional”, comentou o delegado titular do 6º DIP.

Segundo o delegado, várias vítimas do casal já foram à delegacia reconhecer os suspeitos. “O que nos auxiliou na prisão dos dois foram imagens de diversos estabelecimentos comerciais onde foram aplicados os golpes, que mostraram o rosto deles”, informou Leite.

Uma das vítimas, uma administradora de 46 anos, relatou que teve um prejuízo de R$ 46 mil. Ela contou que o casal clonou seu cartão de crédito e realizou compras na Top Internacional, na rede frigoríficos Frigo 1 e em diversas lojas da Bemol. “Meu nome está sujo em toda a cidade. Não posso comprar nada”, disse a vítima, revoltada.

De acordo com investigadores do 6° DIP, até o dia da prisão do casal estelionatário, vários estabelecimentos comerciais já haviam confirmado terem sofrido golpes praticados por Antonia Luciana e Roberval Honorato.  Segundo os policiais, outras pessoas devem estar envolvidas no esquema que já rendeu quase R$ 100 mil de prejuízo às vítimas.