Publicidade
Manaus
Manaus

Polícia registra duas mortes por arma de fogo em Manaus

Uma das vítimas estava internada no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto desde o dia 28 de maio, vítima de um tiro no torax 24/06/2012 às 19:38
Show 1
O crime vai ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS)
Ana Carolina Barbosa e Catiane Moura Manaus

A Polícia Civil registrou, neste domingo (24/06), duas mortes por arma de fogo. Uma delas é a do proprietário de um salão de beleza na Zona Leste, cuja suspeita é de acerto de contas, e a outra, a de um rapaz de apenas 28 anos que estava internado em um pronto-socorro da cidade desde o dia 28 de maio, mas não resistiu aos ferimentos ocasionados por um tiro no peito. Os crimes estão sendo investigados pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs), localizada na avenida Autaz Mirim (Grande Circular), Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus.

Segundo informações da polícia, Genderson Brito Ferreira, 30, de apelido “Cabeça”, foi morto na manhã de hoje com três tiros na cabeça e um no peito em frente ao salão de beleza Bad Boy, de sua propriedade e localizado na avenida Autaz Mirim, São José, Zona Leste.

Conforme relatos de testemunhas, ele estava escorado em um veículo estacionado em frente ao salão, quando suspeitos se aproximaram em um Siena, de cor prata e placa não identificada. Um deles desceu e, ao se aproximar de Genderson, cobrou o pagamento de uma dívida pela compra de entorpecentes e como não recebeu o valor, efetuou os disparos, dos quais um deles atravessou a mão do rapaz que tentava se defender.

 A vítima morreu no local e os suspeitos fugiram antes da chegada da polícia. O homicídio ocorreu por volta das 11h30 e apenas uma hora depois a equipe do Instituto Médico Legal (IML) chegou ao local para recolher o corpo, informaram testemunhas que preferiram ter a identidade preservada. Ao serem abordados no IML, familiares da vítima preferiram não se manifestar.

A outra morte, de um homem identificado como Ronaldo Melo Alves, 28, ocorreu no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, localizado na avenida Mario Ypiranga Monteiro, antiga Recife, por volta das 13h de hoje.

De acordo com a polícia, ele foi atingido por um tiro de arma de fogo no torax, no último dia 28, em um ramal durante um arraial que acontecia próximo ao sítio da família. Na ocasião, informaram testemunhas à DEHS, um homem identificado como Júnior agrediu o irmão da vítima, de apenas 13 anos, e ao tirar satisfações com o agressor, foi alvejado com um tiro. Uma amiga da família da vítima, que também preferiu não se identificar, informou que o suspeito de ser o autor do disparo é conhecido na área por se envolver frequentemente em brigas. Os suspeitos dos crimes ainda não foram localizados pela polícia.