Publicidade
Manaus
Arborização ‘indesejada’

'Ponte do Educandos' em Manaus fica sem manutenção há mais de dez anos

Árvores que nascem em pleno concreto da ponte de Educandos sinalizam problemas que podem afetar a estrutura do local 02/02/2013 às 17:40
Show 1
Arborização indesejada pode esconder infiltração de água na estrutura da ponte
Florêncio mesquita Manaus

A ponte Padre Antonio Plácido de Souza, que liga o bairro de Educandos, Zona Sul, ao Centro, entre as ruas Delcídio do Amaral e Quintino Bocaiuva, não recebe manutenção na estrutura de sustentação há mais de dez anos, segundos moradores do local. Até árvores e plantas nasceram e continuam crescendo nos pilares de sustentação da estrutura.

A “Ponte do Educandos”, como é mais conhecida, foi inaugurada em 18 de outubro de 1975, pelo então prefeito Jorge Teixeira, o ‘Teixeirão’, e tem 340 metros de extensão. Ao longo de 37 anos, os moradores mais antigos dos dois lados dela dizem que os serviços de manutenção foram feitos, pela prefeitura, apenas na faixa de passagem de veículos sobre a estrutura e se resumiu a colocação de asfalto novo ou operações tapa-buracos.

Na parte debaixo da ponte, onde as árvores crescem, os moradores dizem que nunca viram manutenção. Para acessar o local e fazer reparos só usando a técnica de rapel, atividade praticada com o uso de cordas e equipamentos de segurança para a descida de paredões e vãos livres. Isso é necessário porque a ponte é alta e fica sobre o igarapé do Educandos.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).