Publicidade
Manaus
Manaus

Pontes de safena são implantadas com sucesso em Amazonino Mendes

A cirurgia iniciou às 14h desta segunda-feira (27/08), com uma hora de atraso, e teve a duração de quase seis horas. Amazonino seguiu para a UTI do hospital, onde passará alguns dias 27/08/2012 às 20:52
Show 1
Amazonino Mendes responde bem à primeira etapa da cirurgia cardíaca
Ana Carolina Barbosa Manaus

A equipe médica do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, concluiu, por volta das 19h30, a cirurgia cardíaca realizada no prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, para a implantação de duas pontes de safena, informou a irmã do prefeito, vereadora Marise Mendes. Amazonino seguiu para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), onde deve permanecer pelo período de dois a cinco dias. Sua recuperação se dará, segundo previsão médica, em 15 dias, período em que ele ficará internado na unidade hospitalar.

O procedimento iniciou às 14h, com duração de aproximadamente cinco horas e meia. A cirurgia ocorreu, segundo o secretário Municipal de Saúde, Francisco Deodato, em duas fases. A primeira, com duração de cerca de quatro horas, encerrando às 18h, a qual consistiu na colocação das pontes de safena, e a outra para fechar a incisão, aberta no peito do prefeito para o procedimento.

A cirurgia iniciou com uma hora de atraso. Na avaliação de Deodato, a primeira fase da cirurgia ocorreu com sucesso, sem qualquer problema, descartando, por exemplo, a necessidade de transfusão sanguínea.

Segundo boletim médico divulgado no portal do Sírio Libanês da internet, “o prefeito de Manaus foi submetido à cirurgia de revascularização do miocárdio [...], que transcorreu sem intercorrências”. As equipes médicas que o acompanham são coordenadas pelos Profs. Drs. Raul Cutait, Roberto Kalil Filho, Paulo Cesar Ayroza Galvão, Ricardo Botticini Peres e Fábio Jatene.

Amazonino Mendes está internado há uma semana na unidade hospitalar, onde deu entrada para a realização de exames de rotina. Na ocasião, foram detectadas artérias obstruídas e ele precisou passar, no início da semana passada, por uma angioplastia, uma espécie de cateterismo.

A previsão é que, após o procedimento, o prefeito fique de dois a cinco dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital e, em seguida, mais 15 dias internado no Sírio Libanês se recuperando.