Publicidade
Manaus
Manaus

Por causa de um peixe frito homem é morto a facadas na Zona Leste de Manaus

Conforme informações da esposa da vítima, o homicídio aconteceu no momento que ela já estava no quarto preparando-se para dormir. Vítima jogou o jantar do enteado no lixo 03/10/2012 às 18:03
Show 1
Homem foi morto dentro do quarto quando ia dormir
Thiago Monteiro Manaus (AM)

Por causa de um peixe frito que o ajudante de pedreiro João Paulo de Oliveira, 44, foi morto pelo enteado com duas facadas no abdômen. O crime aconteceu na noite do último domingo (30), no beco Tancredo Neves, no bairro de mesmo nome, Zona Leste, mas a vítima faleceu na tarde de terça-feira (2), no Hospital e Pronto Socorro Dr. Platão Araújo, no Tancredo Neves, Zona Leste.

Conforme informações da esposa da vítima, a vendedora de sacolas Maria Madalena Silva dos Anjos, 51, o homicídio aconteceu no momento que ela já estava no quarto preparando-se para dormir. De acordo com ela, a discussão entre o padrasto e o filho dela identificado como Jeferson da Silva Anjos, 31, o “Jeff” começou depois que o suspeito pegou um peixe que a vítima tinha feito para o jantar e jogou no lixo.

“Eu já estava muito cansada, tomei banho e fui me deitar. Nós tinhamos participado de uma aniversário durante o dia. Quando ouvi a briga na cozinha  e quando vi já encontrei meu marido jogado no chão e pedi ajuda dos familiares dele”, disse Maria Madalena.

Segundo a irmã da vítima, a estagiária Ana Maria, 34, a vítima foi levada para a avenida Autaz Mirim, no Tancredo Neves, Zona Leste, onde foi resgatado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até o HPS Platão Araújo, Zona Leste, mas não resistiu aos ferimentos.

Conforme a polícia, o suspeito do crime foi preso após denúncia de vizinhos aos policias militares do Ronda no Bairro. Jeff foi preso em flagrante no domingo, e encaminhado para o 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no Tancredo Neves, Zona Leste, onde primeiramente foi autuado por tentativa de homicídio, mas com a morte de ajudante de pedreiro o suspeito responderá um inquérito de homicídio qualificado. Ele foi encaminhado à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro.

O caso  também foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), localizada na Cidade Nova, Zona Norte.