Publicidade
Manaus
Manaus

Porto do Chibatão é condenado a indenizar família de vítima em mais de R$ 1 milhão

Os pais de Sílvio Barbosa Silva, que operava uma escavadeira no momento do acidente, podem receber mais de R$ 1 milhão. A decisão cabe recurso 27/01/2012 às 18:27
Show 1
O acidente aconteceu em 2010 e vitimou dois trabalhadores
Mariana Lima Manaus

O Porto do Chibatão terá que indenizar em mais de R$ 1 milhão a família de uma das vítimas mortas no acidente ocorrido no porto, em outubro de 2010. A determinação foi assinada pelo juiz do trabalho Izan Alves Miranda Filho, na tarde da última quarta-feira (25), em Manaus. O porto e a empresa, que possuía vinculo empregatício com a vítima, terão até a próxima sexta-feira (3) para entrar com recurso.

Na decisão judicial, o juiz Izan Filho considerou procedente o pedido de indenização solicitado pelos pais do motorista, Sílvio Barbosa Silva, 31, que dirigia uma escavadeira no momento do desabamento.

Segundo o juiz, laudos comprovam que houve irresponsabilidades por parte da empresa Tomiasi Transportes LTDA e Chibatão Navegação e Comércio LTDA, que tinham conhecimento das irregularidades na construção e manutenção do pátio de cargas do porto local do desmoronamento.

O juiz Izan Filho determinou que as empresas deverão pagar aos pais de Sílvio, Valter Silva e Aglanilde Barbosa Silva, o valor de R$ 436 mil para cada, além dos 15% de honorários advocatícios sobre o valor da condenação, o que totaliza a importância de R$ 1.002.800,00 para a família da vítima.

As duas empresas possuem até a próxima sexta-feira (3) para apresentar recurso junto ao Tribunal Regional do Trabalho. Caso as empresas não apresentem novos elementos a quantia deverá ser paga nos próximos meses.

A assessoria de imprensa do Chibatão afirmou, por meio de nota, que o porto já havia sido notificado e que irá recorrer à sentença.

A equipe de reportagem tentou entrar em contato com a empresa Tomiasi Transportes pelo telefone (92) 3624-5696, mas não obteve sucesso.

Acidente
O pátio de cargas do Porto do Chibatão, localizado no bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul, desmoronou na tarde de 17 de outubro de 2010 deixando os funcionários Sílvio Barbosa, 31, Pedro Paulo da Silva, 63, desaparecidos. O deslizamento possuía uma área de 300 metros de extensão e 100 de altura. Estima-se que pelo menos 100 contêineres e inúmeras empilhadeiras e carretas se perderam durante o acidente.