Publicidade
Manaus
Manaus

Portos do Amazonas serão beneficiados com programa lançado pelo governo federal

O governo investirá R$ 54,2 bilhões para modernizar a infraestrutura em portos das regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul 06/12/2012 às 16:47
Show 1
Saída de barcos no Porto da Manaus Moderna no início do feriado prolongado
acritica.com Manaus

Os portos de Manaus e Itacoatiara serão beneficiados pelo pacote de investimento no setor portuário brasileiro, segundo programa lançado nesta quinta-feira (6) pela presidenta Dilma Rousseff. O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB), participou do lançamento no Palácio do Planalto e elogiou a iniciativa do governo federal.

“O investimento em infraestrutura é primordial para melhorar o escoamento das mercadorias produzidas no Polo Industrial de Manaus, além de possibilitar a criação de empregos e dar maior incremento à economia do estado”, avaliou o senador.

Segundo o programa, o governo investirá R$ 54,2 bilhões para modernizar a infraestrutura em portos das regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul.

Os recursos fazem parte do Programa de Investimento em Logística: Portos, que prevê uma série de medidas para incentivar a modernização da infraestrutura e da gestão portuária, a expansão dos investimentos privados no setor, a redução de custos e o aumento da eficiência portuária.

Até 2014/2015, R$ 31 bilhões serão aplicados em novos investimentos em arrendamentos e Terminais de Uso Privativo (TUPs). E entre 2016/2017, serão aplicados mais R$ 23,2 bilhões.

O programa prevê ainda a retomada da capacidade de planejamento portuária, com a reorganização institucional do setor e a integração logística entre modais. A Secretaria de Portos ficará responsável pela centralização do planejamento portuário, além de portos marítimos, fluviais e lacustres; e o Ministério dos Transportes pelos modais terrestres e hidroviários. 

No Norte, além de Manaus e Itacoatiara, serão beneficiados os portos de Santarém, Vila do Conde e Belém/Miramar/Outeiro. Os portos beneficiados na Região Sudeste são: Espírito Santo, Rio de Janeiro, Itaguaí e Santos; no Nordeste, Cabedelo, Itaqui, Pecém, Suape, Aratu e Porto Sul/Ilhéus; e no Sul, Porto Alegre Paranaguá/Antonina, São Francisco do Sul, Itajaí/Imbituba e Rio Grande.

Ainda estão previstos outros R$ 2,6 bilhões para investimentos em acessos hidroviários, rodoviários, ferroviários e em pátios de regularização de tráfego nos 18 principais portos públicos brasileiros, sendo R$ 1 bilhão do Ministério dos Transportes. O restante será executado principalmente pelos estados e iniciativa privada.