Publicidade
Manaus
Manaus

Posto de combustível clandestino funcionava na casa de policial em Manaus

Policiais do 28° DIP desconfiaram da movimentação de carros  e verificaram que no local existia a venda ilegal de combustível sem identificação de procedência 12/12/2012 às 12:05
Show 1
Viatura da Polícia Militar estava cheia de galões de gasolina, estacionada na residência do cabo
Bruna Souza Manaus, Am

Policiais do 28° Distrito Integrado de Polícia (DIP) fecharam na manhã desta quarta-feira (12) um posto clandestino que funcionava na residência de um policial militar, localizada na rua Getúlio Vargas, bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste de Manaus.

Durante a ação, os policiais aprenderam diversos galões de combustíveis, sem origem determinada. As investigações começaram após os policiais da delegacia, que fica próxima do local, desconfiarem da movimentação de carros na residência.

A delegada titular do 28° DIP, Débora Mafra, solicitou da justiça um mandado de busca e apreensão e na casa também foi encontrado um revólver calibre 38, com seis munições intactas.

A esposa do policial militar, Raimunda Nonata Martins, 38, que se encontrava na residência na hora da abordagem policial, foi encaminhada ao distrito para prestar esclarecimentos sobre a origem e a clandestinidade na comercialização dos combustíveis. A maioria do combustível estavam em garrafas pets, onde eram revendidos aos consumidores do bairro.


Em depoimento a mulher afirma que já vende combustível na casa há pelo menos dez anos e que compra em postos de gasolina de outros bairros para revender pelo preço de R$ 3, pois na área não há postos de gasolina. Ela afirmou que sabia que vender os produtos era ilegal, mas que precisava de dinheiro já que não conseguia emprego e por cuidar dos pais hansenianos.

O policial identificado como  cabo Nilson da Costa Moraes, 41, estava com vários galões de gasolina dentro de uma viatura da Polícia Militar, toda adesivada de preto,  placas JXY-8573, além de fardamento, cassetete e dinheiro. No veículo foi encontrado ainda um colete, uma boina e um rádio utilizado pela polícia.

A polícia estima que aproximadamente mil litros de gasolina foi encontrado no local e a peritos do Instituto de Criminalística (I.C) periciam os produtos. Após o laudo do I.C um inquérito policial será instaurado por venda ilegal de combustível.

* Colaborou Thiago Monteiro do Manaus Hoje