Publicidade
Manaus
Manaus

PPS e PSDB juntos pela prefeitura de Manaus

Há cerca de um mês o vereador Hissa Abrahão (PPS) manifestou o desejo de se aproximar do PSDB, encabeçado pelo ex-senador Artur Neto em uma eventual composição à Prefeitura de Manaus. Contudo, garantiu que só aceitaria a união se encabeçasse a chapa 30/06/2012 às 14:35
Show 1
Quem também se emocionou foi Artur Neto, derrotado nas urnas quando disputava pela permanência no Senado federal, e foi derrotado por Vanessa Grazziotin (PCdoB). Ele assegurou entre lágrimas, que retorna ao cenário político para “fazer a diferença”
JOELMA MUNIZ Manaus

Foi oficializada na manhã deste sábado (30), a união entre Artur Neto (PSDB), e Hissa Abrahão (PPS) para concorrer à prefeitura de Manaus. A dupla já tinha sinalizado a parceria, no último dia 28 deste mês.

O evento aconteceu na quadra da Vitória Régia, no bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Sul.

Há cerca de um mês Hissa manifestou o desejo de se aproximar do PSDB em uma eventual composição à Prefeitura de Manaus. Contudo, garantiu que só aceitaria a união se encabeçasse a chapa. O PSDB, por outro lado, demonstrou interesse na união, mas descartou a hipótese de Arthur Virgílio ser o vice, já que, segundo as palavras do presidente do diretório estadual do PSDB, deputado estadual Arthur Bisneto, o ex-senador também não aceitaria outra posição senão a de candidato a prefeito.

Em seu pronunciamento o vereador Hissa Abrahão que se licenciará do cargo nos próximos dias, afirmou que estava muito feliz ao ter como companheiro Artur Neto. Ele intitulou a junção como a “parceria dos meus sonhos”.

Quem também se emocionou o Artur Neto, derrotado nas urnas quando disputava pela permanência no Senado federal, e foi derrotado por Vanessa Grazziotin (PCdoB), ele assegurou entre lágrimas que retorna ao cenário político para “fazer a diferença”.

A novidade está na desistência de Jerônimo Maranhão, que era candidato na disputa, mas que agora faz parte da coligação de apoio ao PSDB. Aindormação foi confirmada pelo filho do ex-senador, deputado estadual Artur Bisneto.

De acordo com ele, a coligação fica formada por PSDB, PPS, PV, PRTB, PTC e PMN.