Publicidade
Manaus
Manaus

PPS tenta aproximação com PSDB, mas tucanos querem Artur Virgílio como Majoritário

Enquanto Hissa Abrahão tenta se aproximar do partido do ex-senador Artur Virgílio, o presidente regional dos tucanos, deputado Arthur Bisneto, afirma que até junho o partido pode lançar um candidato próprio 03/05/2012 às 20:34
Show 1
Hissa Abrahão tenta se aproximar do partido do ex-senador Artur Virgílio para uma composição nas eleições de 2012
Ana Carolina Barbosa Manaus

O PPS, do pré-candidato à prefeitura de Manaus, vereador Hissa Abrahão, está “flertando” com o PSDB, que tem como presidente regional o deputado estadual Arthur Bisneto, para a formação de uma chapa à Prefeitura de Manaus,este ano. Para Hissa, o deputado seria um “ótimo vice”. Já Bisneto, começa a admitir a possibilidade de ter como candidato majoritário o ex-senador e diplomata Artur Virgílio.

Artur Virgílio tenta retomar o mandato de senador da República na Justiça, em processo movido contra a senadora Vanessa Gazziotin (PCdoB) e, até então, deixava esta possibilidade em primeiro plano. Mas, com a mudança no cenário político, ocorrida com a saída do senador Eduardo Braga (PMDB) – o qual aparecia em primeiro nas primeiras pesquisas eleitorais – para assumir a liderança do governo no Senado, Artur passou a ter maiores chances de se eleger como prefeito.

Segundo Hissa abrahão, há algumas semanas foi iniciado um diálogo com o PSDB, confirmado pelo presidente regional da sigla, deputado estadual Arthur Bisneto. “Ele esteve aqui há alguns dias conversando com o meu pai (ex-senador Artur Virgílio)”, disse o parlamentar.

Mas, a empolgação demonstrada por Hissa não foi a mesma de Arthur. “Há conversas avançadas em torno dessa aliança e que deve se confirmar somente na convenção, entre PPS e PSDB. O PSDB iria participar da chapa conosco indicando um bom nome para vice, e que não seria o senador Artur, que está em outro nível de política. Ele tem torcido e colaborado para que a gente consiga construir uma aliança que nos dê chances reais de mais na frente disputar uma eleição”, frisou Hissa.

Para ele, Bisneto seria um ótimo vice em uma chapa encabeçada por ele. “Eu tenho uma grande admiração pelo deputado Arthur bisneto, que é uma pessoa trabalhadora, inteligente e eu gostaria muito de tê-lo participando em uma chapa comigo. Até porque, não existe majoritário que funcione bem se não tiver um bom parceiro”, assegurou o vereador, frisando que só abriria mão de uma candidatura majoritária “se visse que teria menos chances que uma outra pessoa. Por isso, não há nesse momento essa possibilidade”, frisou.

Já Bisneto diz que, embora o PPS seja “um partido de amigos”, outros nomes de peso já o procuraram, como Pauderney Avelino, deputado federal pelo DEM. Ele também admite que há uma aproximação natural com o PSB, do ex-prefeito Serafim Corrêa, o qual recebeu o apoio do então senador Artur Virgílio na eleição de 2008, sem sucesso.

“O serafim tem uma proximidade grande com a gente e temos nomes (dentro do PSDB) que não podemos descartar, como Paulo De´Carli e Mário frota (ambos vereadores)”, comentou. Questionado sobre a decisão de qual rumo seguir, Bisneto diz que a decisão será tomada “no final do segundo tempo” e que o grupo ainda tem esperanças que o ex-senador Artur Virgílio retorne ao Senado, mas, se isso não acontecer até junho, as chances de ele encabeçar uma chapa para a Prefeitura de Manaus aumentam significativamente.

“Se ele (Virgílio) sair como prefeito, o Hissa seria um vice maravilhoso”, diz. Contudo, ele pondera que neste momento “todo mundo quer uma proximidade com o PSDB, mas para transformar em casamento, é outra conversa”.  Sobre a possibilidade de sair como vice na chapa que porventura seja encabeçada por Hissa, Bisneto diz que não tem a menor pretensão e que só encararia o desafio se o partido o indicasse. “Se o partido quiser que eu seja vice de alguém, já encararei todo tipo de desafio e não seria uma coisa impossível de acontecer, mas torço que o partido se arrume, com um projeto para a cidade, e aí vamos discutir um nome”, concluiu.