Publicidade
Manaus
Manaus

Prazo dado para explicações do 'Quinteto Fantástico' revolta internautas

Garantia de prazo de defesa de 72 horas ao “Quinteto Fantástico” gerou críticas 23/05/2012 às 10:53
Show 1
Muitos leitores afirmam que o caso vai “dar em pizza” e que o quinteto vai escapar incólume
A Critica Manaus

Em mensagens, internautas questionam decisão da comissão estadual O prazo de 72 horas dado pela comissão governamental para que o “Quinteto Fantástico” apresente defesa irritou leitores do Portal acritica.com. O site registrou comentários criticando o ato da equipe do Governo do Amazonas que apura as denúncias de irregularidade na nomeação dos cinco candidatos.

Muitos leitores afirmam que o caso vai “dar em pizza” e que o quinteto vai escapar incólume. “Isso está parecendo o filme ‘Tropa de Elite II’. Idêntico. Os políticos investigando eles mesmos... Vai dar em PIZZA. Isso é revoltante, tenho vergonha de ser brasileiro”, desabafou o internauta identificado como Nascimento.

Outros leitores provocaram o governador Omar Aziz (PSD). “Sinceramente... Para quê o governador criar comissão para apurar os fatos? Está de brincadeira, NÉ? Pensei que um governador tivesse mais poder do que um delegado, mas aqui no Amazonas é diferente o delegado é quem manda no governador... Que moral heim, governador?”, disparou o leitor identificado apenas como Pantoja.

O procurador-geral da Procuradoria Geral do Estado do Amazonas (PGE-AM), Clóvis Frota, disse que a decisão da comissão foi técnica. “Isso é o que estabelece a Constituição Federal: o direito da ampla defesa. Fizemos isso para que no futuro ninguém alegue que teve os direitos constitucionais violados”, defendeu Clóvis Smith Frota, que preside a comissão do Governo.

Caio César Nunes, Thomaz Vasconcellos, Indra Celani Leal, Laura Câmara e Herbert Lopes têm até a tarde de amanhã para enviar defesa à comissão. Após o prazo, o grupo prepara relatório e o encaminhará ao governador. A comissão tem até o dia 28 para concluir o trabalho.