Publicidade
Manaus
Manaus

Prefeito de Manaus 'turbina' projetos populares

Prefeito de Manaus remaneja R$ 53 milhões do orçamento deste ano para ações voltadas à população de baixa renda 18/04/2012 às 07:52
Show 1
Implantadas no ano passado, ‘Carretas da Mulher’ oferecem serviços de mamografia, ultrassonografia e coleta de exame preventivo do colo do útero
LÚCIO PINHEIRO Manaus

Ao mesmo tempo que nega o interesse pela reeleição, o prefeito Amazonino Mendes (PDT) turbina programas municipais. A menos de seis meses das eleições, Amazonino decidiu redistribuir R$ 53,3 milhões do orçamento da prefeitura para programas de cunho popular, que poderão lhes render maior visibilidade eleitoral. A movimentação de verbas foi registrada no Diário Oficial do Município (DOM) do último dia 13.

A Secretaria Municipal de Educação (R$ 13,4 milhões), Secretaria Municipal de Infraestrutura (R$ 11,9 milhões), Fundo Municipal de Saúde (R$ 7 milhões), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (R$ 4,9 milhões) e o Fundo Municipal de Habitação (R$ 3,9) foram as pastas para onde o prefeito destinou o maior volume de recursos.

Na área da educação, de um total de R$ 13,4 milhões, a prefeitura abriu crédito de R$ 5 milhões para a implantação de Telecentros de Inclusão Digital. Levar Internet de graça para os bairros de Manaus por meio de carretas foi uma das promessas de Amazonino Mendes nas eleições de 2008. No formato que foi anunciado, o compromisso ainda não saiu do papel.

Para a área de infraestrutura, o prefeito abriu crédito de
R$ 11,9 milhões para obras de saneamento dos igarapés de Manaus. Ainda abriu crédito de R$ 1,8 milhão para conservação do sistema viário e mais R$ 1 milhão para a implantação do Distrito Industrial da Micro e Pequena Empresa.

A maior parte dos R$ 7 milhões remanejados para o Fundo Municipal de Saúde foram direcionados para o programa “Leite do Meu Filho”. Ao todo, foram destinados R$ 3,1 milhões para o projeto. Lançado em agosto de 2011, o programa já atendeu mais de 61 mil crianças, segundo a prefeitura.

Ao setor de Engenharia e Fiscalização do Trânsito, um dos maiores gargalos cidade, a prefeitura destinou R$ 2,8 milhões para o controle operacional de trânsito. E mais R$ 1,2 milhão à área de educação para o trânsito. Para o Fundo Municipal de Habitação, o prefeito abriu crédito no orçamento de R$ 3,9 milhões. Segundo o decreto nº 1.524, o recurso será destinado à construção de unidades habitacionais populares.

Mesmo adotando o discurso de que não concorrerá à reeleição, Amazonino Mendes fechou o terceiro ano de mandato (2011) adotando uma série de medidas de repercussão popular. Ao mesmo tempo, o prefeito adiou ou suavizou a implantação de projetos polêmicos que poderiam lhe causar desgaste político, como, por exemplo, a “Taxa do Lixo” e o reajuste da tabela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Ampliação começou em 2011

O prefeito Amazonino Mendes vem intensificando projetos de cunho popular desde o ano passado. Logo no início ano anunciou o aumento de 12,3 mil para 20,4 mil do número de bolsas do programa Bolsa Universidade. O projeto atende a estudantes com renda familiar inferior ou igual a quatro salários mínimos.

No mês de agosto de 2011, Amazonino lançou o programa “Leite do Meu Filho”. A medida prevê o fornecimento de leite para cerca de 100 mil crianças de até 3 anos e 11 meses de idade, de famílias de baixa renda. Até o final do ano passado, a prefeitura informava que 60 mil crianças estavam cadastradas no programa.

Também no terceiro ano de mandato, o prefeito conseguiu cumprir uma das promessas da campanha de 2008: mandar para os bairros carretas que oferecem atendimento médico. Chamadas de “Carretas da Mulher”, as Unidades Móveis de Saúde da Mulher realizam exames de mamografia, ultrassonografia e preventivo. O projeto concentrou suas ações iniciais em bairros da periferia. As mulheres representam 52,2% (588,1 mil) do eleitorado de Manaus, que é de 1,1 milhão de eleitoras.

Orçamento da prefeitura

Mexida pré-eleitoral Apesar de negar sua candidatura à reeleição, o prefeito Amazonino Mendes priorizou, no remanejamento de verbas do orçamento do município, programas de maior alcance social como o ‘Leite do Meu Filho’ e centros de inclusão digital. Troca de partido Em 2011, Amazonino Mendes tomou uma medida decisiva para sua eventual candidatura à reeleição. Assumiu o controle do PDT no Amazonas. 100 Mil É o número de crianças de até 3 anos de idade atendidas pelo programa Leite do Meu Filho.

Setores que perderam verba

Entre os projetos dos quais a Prefeitura de Manaus retirou mais recursos, a favor de outros, estão a construção de Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), contratação de serviços para o Manaustrans e assistência de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar.

Da construção de CMEI´s, foram deslocados para outras áreas R$ 5,1 milhões. Já da contratação de serviços para manutenção funcional do Manaustrans, foram remanejados
R$ 4,5 milhões. E da assistência de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar o prefeito redistribuiu R$ 3,2 milhões. Também tiveram baixas no orçamento as áreas de alimentação escolar, capacitação dos servidores, controle operacional do trânsito e eventos desportivos e de lazer.