Publicidade
Manaus
Manaus

Prefeito do interior do AM é preso por homicídio

Carlos Gonçalves é suspeito de ser o mandante do assassinato do secretrário de Esportes da cidade, Paulo Vitorino, morto em janeiro deste ano 16/02/2012 às 15:58
Show 1
O prefeito de Tapauá, Carlos Gonçalves se apresentou espontaneamente na delegacia do município, onde se encontra detido
Síntia Maciel Manaus

Os advogados de defesa do prefeito de Tapauá, Carlos Gonçalves da Silva (PMDB) devem entrar nas próximas horas no Tribunal de Justiça do Amazonas, com um pedido de habeas corpus, em favor de Gonçalves, que se encontra detido na delegacia do município – localizado a 450 quilômetros de Manaus.

Ao ser informado de que o juiz da comarca de Tapauá, Adonaid Abrantes de Souza Tavares, havia expedido um novo mandado de prisão preventiva contra ele, Gonçalves se apresentou espontaneamente na delegacia do município, onde se encontra detido.

O mandado diz respeito ao assassinato do Secretário de Esportes de Tapauá, Paulo Jorge Vitorino Mota, morto em janeiro deste ano, cujo mandante do crime seria Carlos Gonçalves.

Três dias após o homicídio os dois pistoleiros contratados para assassinar Vitorino, Elissandro Oliveira da Silva, 24, e Edivaldo Gomes da Silva, 38, foram presos por uma equipe da  Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

Esta é a segunda vez que Gonçalves é preso. Em dezembro do ano passado, o prefeito de Tapauá foi preso sob a acusação de tráfico de drogas e formação de quadrilha.