Publicidade
Manaus
Manaus

Prefeitura de Manaus adquire combustível suficiente para dar 27 voltas ao mundo

O contrato celebrado pela Semasdh tem validade por seis meses, ou, cerca de 180 dias. Sendo assim, a média de consumo diária da secretaria teria que ser de 555,5 litros, o suficiente, por exemplo, para ir e voltar a Boa Vista (Roraima), quase quatro vezes ao dia 02/08/2012 às 18:05
Show 1
Prefeitura de Manaus celebra contrato para a aquisição de 100 mil litros de gasolina
Ana Carolina Barbosa Manaus

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh) contratou, ao valor de R$ 287 mil, a empresa Fé Comércio de Combustíveis e Derivados de Petróleo, para a aquisição de 100 mil litros de gasolina comum, o suficiente para dar a volta ao mundo 27 vezes se considerado o consumo de um carro popular com motor 1.0. O prazo contratual é de seis meses.

O extrato do contrato, celebrado em 25 de julho deste ano, foi publicado na edição do dia 1º de agosto do Diário Oficial do Município (DOM), disponível na página da prefeitura na internet (www.manaus.am.gov.br). A contratação foi feita via Fundo Municipal de Assistência Social (FMAS), a partir do pregão eletrônico nº 151/2011 e deve ultrapassar o tempo da gestão atual, tendo validade até janeiro do próximo ano.

De acordo com informações do site de pesquisas Wikepédia, 40 mil quilômetros correspondem a uma volta ao mundo e levam em consideração o ponto de partida, cruzando a Linha do Equador, os meridianos e terminando no local de início.

Conforme uma concessionária de veículos local, um veículo popular, a exemplo do Fiat Pálio, faz entre 10 e 11 quilômetros por litro de gasolina, o que significa que, com os 100 mil litros adquiridos pela Prefeitura de Manaus, um carro deste tipo poderia percorrer a distância de 1,1 milhão de quilômetros, o suficiente para realizar a viagem de 40 mil quilômetros 27,5 vezes.

Se levado em conta, ainda, que o contrato tem validade por seis meses, ou, cerca de 180 dias, a média de consumo diária da secretaria teria que ser de 555,5 litros, o suficiente, por exemplo, para ir e voltar a Boa Vista, Roraima, quase quatro vezes ao dia, já que a distância entre a capital amazonense e a roraimense é de 786 quilômetros.

Explicação

A assessoria da Semasdh enviou nota justificando a aquisição dos 100 mil litros de gasolina, ocorrida por meio de verba federal, para a manutenção de 38 carros que atendem às necessidades de 18 Centros de Referência em Assistência Social (Cras), dois Centros de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), 17 núcleos do Programa Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), 50 núcleos do Projovem, além do Programa Bolsa Família - PBF.

Segundo a nota enviada pela secretaria, o contrato já existe há mais de um ano, e a compra atual representa uma economia, visto que o valor anteriormente pago (R$ 3,59/litro) não foi aditivado, uma vez que a Procuradoria Geral do Município (PGM) constatou a existência de atas com valores mais baixos no mercado, como foi o caso da compra realizada (R$ 2,87/litro).

Sendo assim, o combustível será utilizado por 38 carros com um consumo diário de 20 litros, somando 760 litros /dia, os quais multiplicados por 22 dias úteis por mês (em média), chega a 16.720 litros/mês.