Publicidade
Manaus
NÚMEROS

Prefeitura de Manaus estima receita de R$ 20 bilhões para os próximos quatro anos

Somente com receita do Tesouro, que representa a arrecadação própria do município, a estimativa é a de que os cofres municipais arrecadem mais de R$ 12,6 bilhões 03/10/2017 às 20:06
Show prefeitura 123
Lourival Praia. Foto: Divulgação/Semef
acritica.com Manaus (AM)

A Prefeitura de Manaus apresentou, nesta terça-feira (3), sua projeção de receita para o próximo quadriênio. Entre as receitas provenientes de arrecadação própria, transferências, repasses e outras receitas estima-se um montante superior a R$ 20 bilhões. Somente com receita do Tesouro, que representa a arrecadação própria do município, a estimativa é a de que os cofres municipais arrecadem mais de R$ 12,6 bilhões.

Os números compõem o Plano Plurianual (PPA) 2018-2021, apresentado durante a Audiência Pública realizada pelo executivo municipal no auditório da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), Zona Centro-Sul, que contou com a participação da sociedade, entidades de classes e gestores municipais.

Durante o evento, o secretário municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), Lourival Praia, também apresentou a proposta da Lei Orçamentária Anual (LOA) do município para o exercício de 2018, que soma R$ 4,8 bilhões. Comparado com o estimado para 2017, a receita municipal deverá crescer em quase 15%.

“Em 2015 e 2014, devido à crise, tivemos uma estagnação nas nossas receitas, o que gerou perdas de pelo menos R$ 500 milhões, que poderiam ter sido aplicados em educação, saúde, assistência social e infraestrutura. Para 2018 já prevemos crescimento de mais de R$ 630 milhões, incluindo as operações de créditos”, declarou o secretário da Semef durante a Audiência Pública.

Somente com recursos próprios, a Prefeitura de Manaus estima arrecadar mais de R$ 2,8 milhões. “De todas as receitas identificamos o IPTU com o maior potencial de crescimento, e isso não se dará com aumento de alíquota e sim com incremento da base de contribuintes e atualização de cadastros. Em 2018 estima-se uma arrecadação de aproximadamente R$ 219 milhões”, revelou Praia ao afirmar que, “de 2013 pra cá, Manaus já teve um crescimento de pelo menos 300 mil habitantes”.

Das receitas próprias previstas para 2018, conforme a LOA (R$ 2,8 milhões), os maiores investimentos deverão ficar para as Secretarias Municipais de Educação (Semed), Saúde (Semsa), Limpeza Pública (Semulsp) e Infraestrutura (Seminf), 26%, 25%, 10,3% e 9,5% do montante, respectivamente.

Conforme explicou o secretário da Semef, os valores não estão oficialmente fechados. “Após a audiência serão analisadas as propostas e sugestões dos gestores e participantes e, ainda na primeira quinzena de outubro, encaminharemos a LOA 2018 e o Projeto de Lei do PPA para aprovação da Câmara Municipal de Manaus”, informou.

LEIA MAIS

Justiça determina que Prefeitura de Manaus indenize em R$ 500 mil servidora

Professores fazem protesto em frente à Prefeitura e cobram repasses do Fundeb