Publicidade
Manaus
Manaus

Prefeitura de Manaus tenta derrubar liminar obtida pela federação de cooperativas de transporte

Decisão da Justiça garantiu direito de executivos circularem até o terminal da Matriz, no Centro de Manaus 09/08/2012 às 07:17
Show 1
Federação cobra a existência de laudo que proibe Executivos de ir ao Centro
jornal a crítica Manaus

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos(SMTU) entrou, no final da tarde desta quarta-feira (8), com recurso para suspender a liminar de justiça, impetrada pela Federação das Cooperativas de Transporte do Estado do Amazonas(Fecotram), e concedida nesta quarta (8) pelo juiz Rosselberto Himenes e, que garante a liberação do tráfego dos ônibus executivos pelas ruas do centro de Manaus até a Praça da Matriz.

Mas, agora, enquanto se espera pelo resultado do recurso da SMTU, fica apenas no ar uma dúvida: existe ou não um laudo técnico que aponte prejuízos causados à malha viária pelos ônibus executivos?

Em entrevista concedida a A CRÍTICA, na edição da última terça-feira, a presidente da Federação das Cooperativas de Transporte do Estado do Amazonas( Fecootram), Walderzia Carvalho, afirmou a inexistência de um laudo técnico que justificasse a proibição aplicada pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos(SMTU) que impedia a passagem dos executivos para as ruas do centro de Manaus. “ Foi feito apenas um teste com um ônibus de 18 toneladas. Os nossos pesam nove toneladas”, protestou.

SMTU não apresenta parecer técnico
De acordo com a assessoria de comunicação da SMTU, o laudo existe e a presidente dos executivos está “equivocada”. Mesmo assim, quando a reportagem de A CRÍTICA solicitou o documento, a assessoria afirmou que seria necessária a autorização do Presidente da SMTU e que esta quarta (8), ele estava reunido com o jurídico do órgão municipal, não indicando dada e local para apresentá-lo.

Liberação
A circulação dos ônibus executivos teve início no primeiro horário desta quinta (9), as 5h30. Walderízia Carvalho disse, após reunião realizada no final da tarde desta quarta (8), na federação, que os associados não queriam criar transtornos aos usuários.

“Nós decidimos começar a rodar amanhã(hoje) para avisar os usuários com antecedência sobre a retomada das rotas e em consideração aos passageiros que estavam nos pontos da rua 10 de Julho”, disse a Presidente.

Quanto a liminar, a Walderízia preferiu aguardar orientações do advogado da entidade para se pronunciar sobre o mérito, mas avisou: “As rotas serão cumpridas na sua totalidade a partir de agora”.

A assessoria de comunicação da SMTU disse que, desde esta quarta (8), a liminar está sendo cumprida e que os ônibus poderiam começar a circular na tarde desta quarta (8). Mas, que o Presidente da SMTU estava reunido com o jurídico do órgão para estudar a situação.