Publicidade
Manaus
Manaus

Prejuízo com vereadores faltosos de Manaus chega a R$ 106 mil

Só no mês de julho foram registradas 24 faltas contra 364 presenças. Vinte e quatro vereadores não faltaram a nenhuma das dez sessões realizadas no mês e 14 apresentaram faltas, a maioria delas justificadas com “motivo de força maior” 17/08/2012 às 22:02
Show 1
Câmara Municipal de Manaus
Ana Carolina Barbosa Manaus

Os 38 vereadores de Manaus acumularam juntos, entre fevereiro e julho deste ano, 347 faltas, o que corresponde a 11,8% das 2.937 reuniões ordinárias ocorridas em 2012. Se considerado que um dia de trabalho de cada parlamentar custa R$ 306,67 aos cofres públicos, o desconto das faltas somaria R$ 106,4 mil.

Só no mês de julho foram registradas 24 faltas contra 364 presenças. Vinte e quatro vereadores não faltaram a nenhuma das dez sessões realizadas no mês e 14 apresentaram faltas, a maioria delas justificadas com “motivo de força maior” - previsto no Regimento Interno da Casa, o qual permite que o parlamentar não especifique o motivo da falta. A segunda justificativa que prevaleceu foi “problemas de saúde”. Nas duas situações a ausência não é descontada no salário do vereador.

No mês de julho, apenas o vereador Hissa Abrahão (PPS), candidato a vice-prefeito da capital, deixou de justificar uma das três faltas registradas no período, as quais o colocaram no topo da lista dos faltosos de julho. A frequência dos vereadores é atualizada mensalmente pela CMM e disponibilizada no site da Casa.

Entre fevereiro e julho deste ano, o que apresentou maior número de faltas foi abril, totalizando 86 e 461 presenças. Trata-se, também, do mês com maior número de reuniões ordinárias. O mês de janeiro não é contabilizado por se tratar do recesso parlamentar.