Publicidade
Manaus
Manaus

Presença Ipaam: Parintins tem 2ª etapa de campanha contra perigo de acidente aviário

Equipes do Ipaam, Sedema e alunos do Ifam fazem trabalho de conscientização em residências e locais estratégicos da cidade para evitar exposição de resíduos domésticos que atraem urubus   28/11/2012 às 18:00
Show 1
Cartaz confeccionado para a campanha
acritica.com ---

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), está em Parintins (a 368 Km de Manaus) desde segunda-feira (26), aonde permanece até quinta-feira (30),  apoiando a segunda etapa da Campanha para a Redução do Perigo de Acidente Aéreo executada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sedema) do município.

A equipe do Ipaam e da Sedema contam com a participação dos alunos do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) no trabalho de sensibilização nas residências e outros locais estratégicos para alertar para o cuidado com os resíduos domésticos e com outros resíduos que atraem os urubus.

A Campanha começou em outubro, no Porto de Parintins, por ser um local

onde passam inúmeras pessoas, diariamente. O aeroporto da cidade também funcionou como ponto estratégico da Campanha. “O nosso trabalho está sendo muito produtivo. Percebemos que as pessoas recebiam e liam nosso material. Agradeço o apoio da administração do porto, aeroporto e parceiros diretos e indiretos", comentou o subsecretário da Sedema, Alzenilson Aquino.

O vereador Nelson Campos (PRTB) comunicou a presença dos técnicos do Ipaamem Parintins destacando a importância da ação conjunta entre o Governo do Estado e o Município durante sessão da Câmara Municipal, na quinta-feira passada, 22 de novembro. “É preciso continuar trabalhando e fazer com que as ações do Governo Municipal e Estadual possam permitir a liberação do aeroporto Júlio Belém de forma integral”, disse.  “Parintins precisa estar livre do lixão a céu aberto” complementou.

A Campanha foi construída entre o Ipaam e Sedema a partir das várias idas do presidente do Ipaam, Antonio Ademir Stroski, ao município, com o objetivo de orientar para a erradicação dos lixões e a implantação de outras medidas como a educação ambiental e o aproveitamento de resíduos para a produção de adubo orgânico e também o aprimoramento da coleta domiciliar e a implantação de coleta seletiva.

“Temos orientado várias ações para diminuir a disponibilidade de alimentos para os urubus em todo o município, mas principalmente no espaço aéreo do aeroporto Julio Belém ainda fechado para vôos diurnos. A lixeira pública recebeu beneficiamentos e passou a aterro controlado, mas ainda há lixo jogado pela Cidade, por isso enfatizamos a importância da educação ambiental que muda o comportamento da população em relação aos resíduos. Também já estamos estudando uma área para a implantação do aterro sanitário conforme estabelece a Política Nacional de Resíduos”, declarou o presidente do Ipaam, Antonio Ademir Stroski.

A ação educativa compreende o aeroporto de Parintins, Escolas, Universidades e Educandários no município. No aeroporto foram colocados banners e uma equipe de voluntários do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) faz a distribuição do material de orientação. Nos educandários estão sendo feitas palestras e oficinas educativas dinâmicas, coerentes com a faixa etária dos alunos.

A equipe de Educação Ambiental do Ipaam que se encontra em Parintins é composta de quatro técnicos da gerência de Educação Ambiental -  Maria Edna Freitas da Costa, Vandete da Rocha Sousa, Uziel Sevalho da Silva e Pedro Rocha Morais. A equipe fica no município até o dia 30 deste mês, mas a Campanha segue comandada pela Sedema.