Publicidade
Manaus
Manaus

Presidente da AAM defende mudanças no estatuto da entidade

Dirigente da AAM afirma que não está articulando alteração no estatuto, mas vê como positivo movimento nessa direção. Especulações dão que Jair Souto (PMDB), estaria articulando permanência dele à frente da entidade mesmo sem mandato 21/03/2012 às 07:18
Show 1
Prefeito de Manaquiri e presidente da AAM, Jair Souto, afirma que um ex-prefeito pode se dedicar mais à organização
LÚCIO PINHEIRO Manaus

O presidente da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), Jair Souto (PMDB), negou, nessa terça-feira (20), articular a permanência dele à frente da entidade mesmo sem mandato. Mas defendeu que um ex-prefeito - sem as responsabilidades de comandar uma prefeitura - pode se dedicar mais à AAM.

Informações de prefeitos do interior dão conta de que uma operação está em curso na AAM para manter Jair Souto no cargo. Ele está no segundo mandato consecutivo de prefeito de Manaquiri (a 65 km de Manaus), e não pode mais concorrer à reeleição este ano.

Para Jair Souto permanecer como presidente da AAM mesmo sem o mandato de prefeito, o estatuto da entidade teria que ser modificado a fim de garantir que ex-prefeitos tenham o direito de assumir o cargo.

“Por não dividir o tempo com o município, o trabalho do presidente teria mais eficiência. Porque um município tem demandas demais. Falo a partir da experiência vivida em outras entidades, como na Confederação Nacional dos Municípios (CNM)”, defendeu Jair Souto. A CNM é presidida por Paulo Ziulkoski, ex-prefeito de Mariana Pimental (RS).

O presidente da AAM disse que “vários prefeitos” têm manifestado apoio à ideia de que ex-gestores possam presidir a associação, mas garantiu que nada é oficial. Mas para Jair Souto, o órgão precisa discutir o assunto, independentemente de quem esteja a frente da entidade. “Essa questão, esse debate, precisa ser construído dentro da entidade. Outras entidades já caminharam nesse sentido. Mas não quero dizer que tem que ser o Jair Souto. Eu sou um soldado do municipalismo”, declarou o prefeito.

Se o estatuto da AAM não for alterado, Jair Souto fica na presidência do órgão até março de 2013. Ele está no cargo desde 2009. Segundo o artigo 28 do estatuto, a eleição para a Diretoria Executiva da associação deve ser realizada na segunda quinzena do mês de março. Os eleitos assumem um mandato de dois anos, sendo permitida a recondução por igual período.

O primeiro parágrafo do artigo 28 do estatuto da AAM, diz que o mandato do presidente da associação se encerra juntamente com o mandato de prefeito. A Diretoria Executiva da entidade é composta por Presidente, 1° Vice-Presidente, 2° Vice-Presidente e 3° Vice-Presidente.

A AAM foi fundada em 31 de agosto de 1978, e tem sede em Manaus. De acordo com o estatuto da organização, a principal finalidade da associação é promover a união dos municípios, fortalecendo-os politicamente, e buscando “a boa aplicação de políticas públicas para a melhoria das populações municipais”.