Publicidade
Manaus
POLÍCIA

Presos do semiaberto são pegos em flagrante usando drone para levar celulares ao Compaj

Luiz Eduardo Pereira Albuquerque, 23, e João Bosco de Lima, 46, iriam levar também drogas aos detentos do regime fechado do Compaj 20/10/2017 às 20:19 - Atualizado em 20/10/2017 às 20:27
Show presos
João Bosco de Lima, 46, e Luiz Eduardo Pereira Albuquerque, 23. Fotos: Divulgação
Lívia Anselmo Manaus (AM)

Os internos do regime semiaberto Luiz Eduardo Pereira Albuquerque, 23, e João Bosco de Lima, 46, foram presos em flagrante no início da noite desta sexta-feira (20) quando pilotavam um drone que levaria drogas e aparelhos celulares para detentos do regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no quilômetro 8 da BR-174.

De acordo com informações do Comando de Policiamento Especializado (CPE), o drone foi apreendido pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) no momento que sobrevoava o Compaj.

De acordo com o major Klinger Paiva, secretário adjunto da Seap, não foi possível identificar quem iria receber a droga e os telefones celulares no regime fechado. “Nós vamos iniciar uma investigação para apurar quem seria o destinatário. Inicialmente, era para drogas e celulares, mas se funcionasse talvez eles tentassem mais coisas”, garantiu o secretário.

Luiz responde pelo crime de furto e João Bosco por associação ao tráfico de drogas. Segundo Paiva, eles não têm em seu histórico nenhum envolvimento com a facilitação de drogas e celulares no sistema penitenciário. "Até então eles nunca tinha se destacado como um problema. Eram dois presos comuns do regime semiaberto, que têm o direito ao regime assim e que estavam cumprindo sua pena. Eles não eram visados por nós nas ações de combate a entrada de materiais ilícitos nos presídios", ressaltou. 

O flagrante e apreensão do drone foi realizada em parceria com o CPE, que atuou junto a equipe de inteligência da Seap, na investigação. "Nós recebemos a denúncia, investigamos e fomos acionados pela Seap que teria esse momento. Ficamos prontos e a informação era correta, conseguimos evitar que eles concluíssem o trabalho", relatou Araújo. 

De acordo com Araújo, a dupla foi encaminhada ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para o flagrante. Posteriormente, eles devem retornar ao sistema penitenciário.