Publicidade
Manaus
Manaus

Processo de Nelson Azevedo é suspenso pela segunda vez

O julgamento sobre registro de candidato a prefeito de Itacoatiara, chegou a ser suspenso por cinco minutos porque o advogado de Azedo fez argumentações 22/08/2012 às 08:42
Show 1
O juíz Victor Liuzzi pediu,na última terça-feira (21),vistas do processo de Nelson Azevedo
Rosilene Carvalho ---

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) suspendeu, ontem, pela segunda vez o julgamento do registro de candidatura de Nelson Azedo (PMDB) ao cargo de prefeito em Itacoatiara. Na sessão, o julgamento já durava cerca de uma hora quando foi suspenso.

A ação deve ser retomada hoje. Até agora, o placar está dois votos pela negação do registro ao candidato e um voto a favor de Azedo.

O processo começou a ser julgado na segunda-feira. O relator do caso, o juiz federal Dimis Braga, votou por negar o registro a Azedo. O desembargador Domingos Chalub pediu vistas do processo e o julgamento foi retomado ontem. O juiz Marco Antônio da Costa Pinto acompanhou o voto do relator. E o juiz Victor Liuzzi pediu vistas do processo novamente.

O julgamento chegou a ser suspenso por cinco minutos porque o advogado de Nelson Azedo, José Fernandes Júnior, argumentou que o registro de candidatura  só pode ter um pedido de vistas. Os membros da corte eleitoral consultaram a legislação e acataram o pedido do magistrado.

Em 2010, o mandato de deputado estadual de Nelson Azedo foi cassado por abuso do poder econômico, político e conduta vedada. Ele foi condenado, mas conseguiu uma liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendendo os efeitos da cassação.