Publicidade
Manaus
Manaus

Procon do Amazonas fiscaliza vendas de linhas da Oi em Manaus

Caso as operadoras descumpram a medida da Anatel, as operadoras de telefonia celular ficam sujeitas à multa de R$ 200 mil por dia. Em todo o país, as empresas de telefonia móvel Oi, Claro e TIM estão proibidas de vender chips 24/07/2012 às 11:37
Show 1
Nesta segunda-feira (23) clientes desavisados puderam comprar chips em pontos de revenda autorizados, mas habilitação está suspensa
acritica.com Manaus (AM)

Mesmo após a decisão da Agencia Nacional de Telecomunicações (Anatel) que suspende a comercialização de chips da operadora de telefonia celular Oi Telemar, no Amazonas, as linhas ainda podem ser encontradas em estabelecimentos do comércio de Manaus, principalmente, nos pontos de trabalhadores informais. Nesta segunda-feira (23) clientes desavisados puderam comprar chips em pontos de revenda autorizados, mas habilitação está suspensa.

Com o objetivo de averiguar o cumprimento da suspensão da agência reguladora, o Departamento do Programa Estadual de Proteção, Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-Amazonas) iniciou na manhã desta terça-feira (24) uma fiscalização nos centros comercias privados, nos quais, as operadora possui loja própria. A fiscalização começou as visitas nos shoppings Manauara e Millenium, localizados na Avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul de Manaus.

Se caso as operadoras descumpram a medida da Anatel, as operadoras de telefonia celular ficam sujeitas à multa de R$ 200 mil por dia. Em todo o país, as empresas de telefonia móvel Oi, Claro e TIM estão proibidas de vender chips com novas linhas.

A decisão, que engloba os serviços de voz e dados, foi motivada por problemas na qualidade dos serviços prestados, segundo a Anatel. As avaliações são relativas à interrupção das chamadas, qualidade de rede e atendimento ao cliente.