Publicidade
Manaus
Manaus

Prodam lança ferramenta para auxiliar trabalho da polícia no AM

O secretário adjunto do programa Ronda nos Bairros, tenente coronel Amadeu Soares, reafirmou que o BI é um relatório gerencial com as informações da criminalidade em Manaus 20/12/2012 às 18:40
Show 1
A nova plataforma possibilita a análise específica e geográfica de todos os dados dessas ocorrências, facilitando o desenvolvimento de ações e estratégias
acritica.com Manaus

Mais de 100 servidores da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) concluíram o curso de capacitação para uso da ferramenta Business Inteligence (BI), desenvolvida pela empresa Processamento de Dados do Amazonas (Prodam), órgão do Governo do Amazonas. A ferramenta será inserida ao Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP). Conforme explica o diretor presidente da Prodam, Tiago, Paiva, ela possibilita a discriminação de maneira mais detalhada das ocorrências policiais registradas em Manaus.

A nova plataforma possibilita a análise específica e geográfica de todos os dados dessas ocorrências, facilitando o desenvolvimento de ações e estratégias de inteligência aplicadas pelo sistema de segurança pública.

“Com essas informações discriminadas, pode ser feito um mapeamento e georeferenciamento de toda a criminalidade, criando a ‘mancha criminal’ de Manaus. A partir da análise desses dados precisos, as autoridades policiais conseguem elaborar estratégias mais eficazes de combate ao crime”, explicou o Supervisor de Business Intelligence da Prodam, Daniel Tadeu Castello Branco.

De acordo com o especialista, a nova plataforma pode ser acessada de qualquer computador ligado à internet, bastando ser feito o login de um servidor da SSP válido. As informações são alimentadas diariamente.

O secretário adjunto do programa Ronda nos Bairros, tenente coronel Amadeu Soares, reafirmou que o BI é um relatório gerencial com as informações da criminalidade em Manaus.

“As informações dos crimes são compiladas por dia, hora, local de maior incidência, tipo de ocorrência e outras informações. A partir de janeiro, todas essas estatísticas serão enviadas regularmente aos principais gestores da secretaria de segurança, para que sejam traçadas ações e operações mais específicas para cada tipo de ocorrência”, afirmou.

Com informações da assessoria.