Publicidade
Manaus
Cotidiano,Greve,Docentes,Federais,Ufam,Professores,Assembléia

Professores da Ufam realizam nova assembleia para decidir rumo da greve

No último dia 31 de agosto, a categoria rejeitou a proposta governo federal. A data foi definida pela presidente Dilma Rousseff para que os servidores encerrassem as greves dos servidores federais 06/09/2012 às 16:54
Show 1
Manifestação dos grevistas em frente ao campus da Ufam
acritica.com Manaus

A manutenção da greve dos professores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) será discutida na próxima quarta-feira (12), pelo Comando Local de Greve (CLG), durante uma assembléia da categoria, às 15h, no auditório Eulálio Chaves, no Setor Sul (antigo mini campus), do Campus Universitário. Há 114 dias os professores da Ufam estão com as atividades acadêmicas paralisadas.

 Na última terça-feira (4), a categoria decidiu manter a paralisação e na ocasião, o CLG decidiu organizar reuniões setoriais nas unidades de ensino para obter a opinião dos demais docentes sobre a manutenção da greve.

“Essas reuniões serão feitas na segunda (10) e terça-feira (11) e já na quarta-feira (12) será realizada uma nova assembleia para decidir a continuação ou não do movimento paredista”, informou Antônio Neto o coordenador do CLG e presidente da Associação dos Docentes da Ufam (Adua), Antônio Neto.

Na assembleia do dia 31 de agosto, a categoria rejeitou a proposta governo, que, na avaliação dos professores, “aprofunda a desestruturação da carreira”. A reunião ocorreu na data definida pela presidente Dilma Rousseff para que os servidores encerrassem as greves dos servidores federais.

“Essa era uma data do governo e não nossa”, afirmou o presidente da Adua.