Publicidade
Manaus
Manaus

Programa Bolsa Família abre recadastro para 107 mil beneficiários

A atualização do Bolsa Família é requisito exigido pelo Governo Federal 24/03/2012 às 09:36
Show 1
Atualização é obrigatória e beneficiários têm até a próxima quinta-feira para atualizar seus dados e continuar recebendo valor
ANA PAULA SENA Manaus

Para realizá-la, é necessária a apresentação de declaração da escola que a criança ou adolescente está matriculado e frequentando devidamente as aulas e da certidão de nascimento ou RG; enquanto para crianças de até sete anos é necessária a apresentação de certidão de nascimento e a carteira de vacinação.

Dos responsáveis, os documentos necessários são RG, CPF, título de eleitor, comprovante de residência e carteira de trabalho do responsável e de seu companheiro ou companheira (caso haja). Em Manaus, 107 mil famílias recebem o Bolsa Família, em valores que variam de R$ 32 a R$ 306, das quais aproximadamente 66 mil têm seu benefícios complementado pela prefeitura através do Bolsa Família Municipal Consorciada (BFMC).

O MDS ainda não divulgou quantos beneficiários ainda não atualizaram seus dados na cidade de Manaus. De acordo com a assessoria da Secretaria Municipal de Assistencia Social e Direitos Humanos (Semasdh), esse recadastramento segue um calendário de realização mês a mês, e os beneficiários são comunicados da necessidade de fazê-lo em seus extratos de saque de seus benefícios, além de pôsteres afixados nas unidades da Caixa Econômica Federal e lotéricas onde são realizados os saques do benefício.

Famílias

A população alvo do programa é constituída por famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza. As famílias extremamente pobres são aquelas que têm renda per capita de até R$ 70 por mês. As famílias pobres são aquelas que têm a renda per capita entre R$ 70,01 a R$ 140 por mês, e que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças ou adolescentes entre zero e 17 anos.

A Prefeitura Municipal de Manaus, por meio da Semasdh, é responsável em cadastrar, transmitir, manter e atualizar a base de dados, acompanhar as condições do benefício e articular e promover as ações complementares destinadas ao desenvolvimento autônomo das famílias pobres do município.

Onde efetuar a sua atualização

O recadastramento deve ser feito na sede da Semasdh, na avenida Ayrão, s/nº, Centro, ou em um dos 18 Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) localizados nas diversas zonas da cidade. O prazo é até o dia 29, quando finda o prazo estabelecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Para localizar o CRAS mais próximo da casa do beneficiário, entre em contato pelo 0800-2808810.