Publicidade
Manaus
Manaus

Proprietários de lojas de som automotivo participam de reunião com Semmas em Manaus

A intenção é dar início ao processo de licenciamento das lojas e credenciamento dos veículos que tiverem seus sistemas de som instalados, de forma regulamentar para que possam ser identificados pelos órgãos de controle durante blitze e fiscalizações de rotina 14/06/2012 às 20:20
Show 1
A reunião pretende diminuir as ocorrências de poluição sonora
Acritica.com Manaus

Os donos de lojas de som automotivo participaram de encontro com membros da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) para conhecerem sobre as novas regras que deverão disciplinar a atividade com vistas ao controle da poluição sonora provocada por veículos tunados, além da necessidade de organização do setor. A intenção é dar início ao processo de licenciamento das lojas e credenciamento dos veículos que tiverem seus sistemas de som instalados, de forma regulamentar para que possam ser identificados pelos órgãos de controle durante blitze e fiscalizações de rotina.

A secretaria ressaltou que autuações por poluição sonora contra os veículos tunados geram processos administrativos e criminais. A partir da aprovação da Resolução 025/2012, no último dia 5 de junho, pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (Comdema), será possível fazer com que tanto os empreendimentos instaladores quanto os donos de veículos com som automotivo possam se organizar e se adequar às normas a serem estabelecidas pela regulamentação da resolução.

 O primeiro passo será a criação de um cadastro para as lojas e de um selo de identificação para os veículos. A resolução define como áreas sensíveis de ruído todos os locais que têm aglomeração de pessoas, além de hospitais, escolas, abrigos, azilos, postos de gasolina, entre outros.

 O diretor de Fiscalização da Semmas, Ricardo Maia, explica que o que se quer agora é definir o que pode e o que não pode ser feito e passar a tornar essas regras do conhecimento de todos os envolvidos com o setor. Segundo ele, a intenção não é impedir que as pessoas tenham seus veículos equipados com sons, mas que essas sejam parceiras no cumprimento das normas, evitando assim o aumento do número de multas e apreensões de equipamentos de som e até veículos. Ricardo avaliou a reunião como altamente positiva e ressaltou que o encontro foi  solicitado pelos próprios donos de lojas de som automotivo.

O encontro aconteceu na loja Prado Som, na Praça 14, Zona Sul de Manaus , com os proprietários de lojas que atuam no segmento.

Com informações da assessoria.