Publicidade
Manaus
HOSPITAL DA ZONA LESTE

Funcionários do Hospital João Lúcio realizam protesto em evento de 19 anos da unidade

Funcionários de empresa terceirizada que presta serviço no hospital realizaram protesto pelo quarto mês de salários atrasados 25/09/2017 às 10:03 - Atualizado em 25/09/2017 às 10:06
Show protesto
(Foto: Márcio Silva)
Paulo André Nunes Manaus (AM)

A programação de aniversário do Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, que completa 19 anos de funcionamento nesta segunda-feira (25), foi marcada por protestos de trabalhadores de limpeza e conservação no portão de entrada da unidade hospitalar. Identificando-se como vinculados à empresa prestadora de serviços BDA, os funcionários afirmaram estão há quatro meses sem receber após o contrato com o hospital ter sido encerrado.

Muitos dos que reivindicam pagamento falaram estar passando necessidades. É o caso do coletor de lixo De Ângelo Freitas, que conta ter sido despejado da casa em que residia no bairro Zumbi dos Palmares, Zona Leste, junto com a esposa e mais dia filhas. "Ganho R$ 937 e estava com três meses de salário atrasado. Não estou bem: estou passando necessidade junto com a família", disse ele, usando uma máscara hospitalar e empunhando um cartaz pedindo a solução para o problema.

"A empresa fez acordo com o hospital, mas ate agora o PS João Lúcio não repassou o dinheiro para o nosso pagamento", disse Flávia Neves, uma das porta-vozes do protesto.

A reportagem tentou contato com o diretor do PS João Lúcio, mas apesar do evento estar marcado para 9h ele ainda não chegou ao local.

Balanço

O auditório do Pronto-socorro João Lúcio Pereira Machado será o local do balanço dos  resultados alcançados na unidade nos seus 19 anos de funcionamento. A explanação será feita pelo diretor Edson Ramos.

O pronto-socorro é vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e integra a rede estadual de urgência e emergência, sendo a unidade de referencia no atendimento de neurocirurgia e politrauma no estado do Amazonas.