Publicidade
Manaus
Manaus

PTdoB aguarda por cacique para decidir rumo do partido nas eleições deste ano

Sigla só define rumo que irá tomar, na eleição deste ano, depois do posicionamento de Omar, Amazonino, Braga e Alfredo 21/05/2012 às 08:00
Show 1
Evilásio Nascimento diz que PTdoB pode apoiar prefeito Amazonino Mendes
FELIPE DE PAULA Manaus

O presidente do Partido Trabalhista do Brasil no Amazonas (PTdoB-AM), Evilásio Nascimento, afirmou nesse domingo (20), um dia após a convenção regional do partido, que a legenda vai esperar o posicionamento oficial dos quatro nomes de maior peso político no Estado, Eduardo Braga(PMDB), Amazonino Mendes (PSL), Omar Aziz (PSD) e Alfredo Nascimento (PR), para definir o seu candidato nas eleições municipais de outubro.

O senador Alfredo Nascimento, que é irmão de Evilásio, e presidente estadual do PR já que o partido lançará candidato a prefeito: o ex-deputado federal Henrique Oliveira (PR).

Segundo Evilásio Nascimento, o candidato natural do partido na briga pela Prefeitura de Manaus seria o atual prefeito Amazonino Mendes, que até agora tem declarado que estará fora da disputa pela reeleição. No entanto, se movimenta como candidato e, nos bastidores costura o apoio do governador Omar Aziz, que já declarou não descartar essa possibilidade. Braga, por sua vez, já manifestou preferência po ter três nomes: Os deputados federais Rebecca Garcia (PP) e Pauderney Avelino (DEM) e o deputado estadual Marcos Rotta (PMDB).

Evilásio também manifesta interesse pela candidatura própria, na qual seu nome está cotado, mas, pela falta de expressão da legenda no cenário político local, considera que a tendência é recorrer a candidatos de outros partidos que tenham maior força política para encabeçar a candidatura.

A convenção do PTdoB, que reuniu 48 dos 56 representantes municipais do partido no Amazonas, foi considerada “muito proveitosa” pelo presidente da legenda, que manifestou satisfação com a presença maciça dos correligionários, apesar da situação de calamidade vivida pela maior parte dos municípios do interior do estado, e declarou que o partido está “coesíssimo”.

“Conseguimos realizar o encontro com quase todos os representantes municipais, inclusive das regiões mais distantes e mais afetadas pela cheia. Não é fácil fazer esse encontro, porque ainda somos um partido de estrutura pequena”, disse Evilásio, lembrando que o partido tem como um dos maiores desafios não poder contar com fundo partidário para as eleições deste ano. “Os candidatos cuidarão de sua campanha”, disse ele.

A reunião serviu também para que os representantes recebessem orientação sobre a prestação de contas e procedimentos administrativos para o período eleitoral.