Publicidade
Manaus
Manaus

Quadrilha é presa antes de fazer assalto a posto de gasolina

Os quatro envolvidos foram presos nas imediações de um posto de gasolina na Zona Leste e confessaram que fariam um assalto no local 17/09/2012 às 11:49
Show 1
Dentro do carro foram encontradas duas armas de fogo calibre 38 e dez munições intactas, além de cordas, que segundo a polícia era usada pelo grupo para amarrar as vítimas que seriam assaltadas
Evelyn Souza e Thiago Monteiro ---

Quatro pessoas foram presas na madrugada desta segunda-feira (17). Todos suspeitos de participar de uma quadrilha que fazia assaltos a residências e postos de gasolina na cidade.

Lourival dos Santos, 42, Francinei Rodrigues de Freitas, 27, Fabíola da Costa Marinho, 19 e Denis Silva dos Santos, 39, identificado como chefe da quadrilha.

De acordo com o soldado da 20º Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Leandro Rocha, os quatro estavam em um veículo pálio de cor preta e placa JXS 0996, que segundo a polícia era clonada. No momento em que eles deram sinal para entrar em um posto de gasolina na Avenida Brigadeiro Hilário Gurjão, Jorge Teixeira, Zona Leste, e avistaram uma viatura da polícia, retornaram e fugiram.

A guarnição policial percebeu a atitude suspeita e seguiu o veículo, abordando o grupo poucos metros depois.

Dentro do carro foram encontradas duas armas de fogo calibre 38 e dez munições intactas, além de cordas, que segundo a polícia era usada pelo grupo para amarrar as vítimas que seriam assaltadas.

Da delegacia os suspeitos disseram que fariam um assalto ao posto de gasolina e aquele seria o primeiro da noite.

Fabíola já responde na Justiça pelo crime de roubo e Denis já foi indiciado pelos crimes de tráfico ilícito e uso indevido de drogas.

Os quatro presos vão responder pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e uso permitido, documentação falsa, receptação e formação de quadrilha.

A quadrilha foi presa e encaminhada para o 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde foram realizados os procedimentos de flagrante. Todos serão encaminhados para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus.