Publicidade
Manaus
Manaus

Quadrilha especializada em golpe de "saidinha de banco" é presa em Manaus

Os suspeitos foram presos quando se preparavam para fazer mais uma vítima 16/05/2012 às 19:45
Show 1
Delegado Orlando Amaral organuzou a ação policial
Thiago Monteiro Manaus

Uma quadrilha especializada em “saidinhas de banco” foi desarticulada na manhã e tarde desta quarta-feira (16) por investigadores da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), em uma agência do Bradesco, localizada no Parque Dez, Zona Centro-Sul.

Conforme informações do delegado titular DERFD, Orlando Amaral, os suspeitos estavam se preparando para fazer mais uma vítima quando foram interceptados pela Polícia Civil.

Pelo período da manhã o mototaxista Erison Nascimento Barbosa, 30, Daniel dos Santos Leal, 29, e Bruno da Silva Carvalho, 23, foram detidos na frente da agência bancária. A tarde o suspeito Betinho Souza de Oliveira, 37, foi preso em via pública, na Compensa, Zona Oeste, com uma pistola 380 mm.

Segundo o delegado, os suspeitos já estavam sendo investigado há um mês na cidade, e sempre praticavam o mesmo modus operandi durante os roubos.

“O mototaxista sempre ficava nas proximidades, e acompanhava a vítima. Existia o olheiro que era o Daniel e os pegadores eram Erison e Betinho que roubavam as vítimas com as armas de fogo. Em alguns roubos os suspeitos chegaram a atirar nas vítimas”, disse o delegado.
A última vítima desta quadrilha teve R$ 3 mil em espécie roubado na manhã de terça-feira (13), durante uma saída de banco de uma agência do Bradesco, na Cidade Nova, Zona Norte.

Em depoimento, a vítima, que teve o nome preservado, estava passando pela rua Marginal Direita, no conjunto Parque Eduardo Braga, Zona Norte, quando um dos suspeitos apareceu e levou toda à quantia de dinheiro, que seria para pagar uma dívida. A vítima reconheceu todos os suspeitos do roubo da saidinha de banco.

A quadrilha foi encaminhada para a DERFD, no Alvorada, Zona Centro-Oeste, por roubo qualificado, porte ilegal de arma de fogo, tentativa de homicídio e formação de quadrilha. Eles serão encaminhados para a cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro. Em consulta ao site do Tribunal de Justiça, Betinho respondia um inquérito policial da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e estava foragido da Justiça.