Publicidade
Manaus
Manaus

Quadrilha especializada em roubos a residências e lojas de Manaus é presa pela polícia

O grupo foi capturado na noite desta segunda (4) quando supostamente pretendia assaltar estabelecimento no conjunto Belvedere, bairro Planalto, Zona Centro-Oeste da cidade. Na abordagem, um deles foi atingido por bala e morreu 05/08/2014 às 12:26
Show 1
Integrantes do bando tem passagem na polícia por outros roubos e alguns são foragidos da Justiça
VINICIUS LEAL ---

Cinco pessoas foram presas pela Polícia Civil do Amazonas por serem suspeitas de integrarem uma quadrilha especializada em roubos a residências e estabelecimentos comerciais de Manaus. Durante a abordagem policial, um dos membros da quadrilha foi atingido por disparo de arma de fogo e morreu.

O grupo foi preso enquanto pretendia assaltar um estabelecimento no conjunto Belvedere, bairro Planalto, na Zona Centro-Oeste de Manaus, conforme a polícia. Investigadores da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) estavam no encalço da quadrilha há 20 dias, e conseguiram prender cinco deles em flagrante.

Vandelan Damascena Rocha, 37, Pamela Cruz Assis, 18, Alan Ribeiro Falcão, 35, Claudio Coimbra dos Santos, 31, e Carlos Magno Griffith Pacheco, foragido do Pará, foram capturados e levados à delegacia. Kleber Silva do Nascimento, 34, o “Babuíno”, foi morto durante a prisão. Ele também seria foragido e procurado em vários estados brasileiros.

Segundo o delegado Orlando Amaral, titular da Derfd, Kleber acabou atingido por um disparo de arma de fogo porque reagiu durante a abordagem policial. Vandelan, Alan e Claudio já respondem pelo crime de roubo. Após a prisão, também foram apreendidos com o bando três revólveres, duas motocicletas e um veículo de placa fria.

Levados à sede da Derfd, o grupo prestou depoimento e foi autuado por roubo, formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo. A única integrante mulher do bando, Pamela Cruz, teria conhecido Alan recentemente e confessou o envolvimento de todos em roubos. A polícia espera que mais vítimas denunciem a quadrilha após a divulgação da imagem deles.

*Colaborou a repórter Joana Queiroz