Publicidade
Manaus
Manaus

“Quinteto Fantástico” pode ser reconduzido à Polícia Civil do Amazonas

A nomeação dos cinco delegados - Indra Celani Leal, Laura Câmara, Caio César Medeiros Nunes, Herbert Ferreira Lopes e Thomaz Corrêa de Vasconcelos (secretário-executivo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública) - ocorreu sem a aprovação dos mesmos no concurso público da Polícia Civil, ocorrido em 2009 11/06/2012 às 20:41
Show 1
O ‘Quinteto Fantástico’ é acusado de ocupar cargos de delegados civis, por meio de manipulação do concurso público ao qual foram submetidos no ano de 2009
Ana Carolina Barbosa Manaus

O desembargador Domingos Chalub concedeu, no plantão do último dia 10, liminar cessando os efeitos do Decreto que afastou o grupo de delegados conhecido como “Quinteto Fantástico” do serviço público, informou o chefe da Casa Civil do Estado, Raul Zaidan.

A nomeação dos cinco delegados - Indra Celani Leal, Laura Câmara, Caio César Medeiros Nunes, Herbert Ferreira Lopes e Thomaz Corrêa de Vasconcelos (secretário-executivo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública) - ocorreu sem a aprovação dos mesmos no concurso público da Polícia Civil, ocorrido em 2009.

Mas, por orientação do ex-delegado-geral Mário César Nunes, eles chegaram ao cargo. Contudo, a nomeação do grupo foi anulada pelo governador Omar Aziz, por orientação da Procuradoria Geral do Estado (PGE), a partir do decreto publicado no último dia 4 no Diário Oficial do Estado (DOE).

Agora, segundo Zaidan, para a recondução ao cargo, o “Quinteto” deve ser intimado pelo novo delegado-geral, Josué Rocha. A intimação foi encaminhada à PGE por Raul Zaidan para a adoção das medidas cabíveis, após a informação ser levada ao conhecimento do governador do Amazonas.

Veja a liminar.