Publicidade
Manaus
Manaus

'Quinteto Fantástico' terá outra investigação do MPE

Subprocurador jurídico quer saber se outros delegados também foram nomeados de forma irregular 17/05/2012 às 08:09
Show 1
Quinteto Fantástico
LEANDRO PRAZERES Manaus

O Ministério Público Estadual (MPE) vai montar um grupo de trabalho para investigar se, além do “Quinteto Fantástico”, outros candidatos reprovados no concurso da Polícia Civil foram nomeados delegados de forma irregular. De acordo com o subprocurador jurídico do MPE, José Hamilton Saraiva dos Santos, o grupo será comandado pelo promotor Mirtyl Fernandes. Agora, são dois os procedimentos investigando as irregularidades supostamente cometidas pelo delegado-geral da Polícia Civil, Mário César Nunes.

De acordo com o subprocurador, as suspeitas são de que, se houve a nomeação dos integrantes do “Quinteto Fantástico” (Caio César Nunes, Thomaz Vasconcellos, Laura Câmara, Indra Celani Leal e Herbert Lopes) é possível que haja mais pessoas na mesma situação. “Se houve esses cinco, deve ter mais, muito mais”, afirmou José Hamilton.

Além de Mirtyl Fernandes, outro promotor deverá ser indicado para fazer parte do grupo. Para José Hamilton, não há dúvidas de que a nomeação do quinteto foi feita de forma irregular. “Já está mais do que demonstrado que há irregularidade tendo em vista o próprio resultado do concurso que demonstra que eles passaram muito além do número de vagas”, disse José Hamilton.