Publicidade
Manaus
Desordem Meteorológica

Rajadas de vento de até 65 km/h atingiram Manaus na noite dessa terça (18)

Não ocorreu chuva em grande volume, mas sim descargas elétricas de grande porte, acompanhadas de rajadas de vento e trovoadas. O registro de desordem meteorológica vem ocorrendo em todo o estado do Amazonas 19/09/2012 às 14:52
Show 1
A chuva já havia começado em várias áreas do estado durante o dia, mas só atingiu Manaus durante a noite.
Laynna Feitoza Manaus, AM

Nas áreas mais atingidas pela tempestade que atingiu Manaus na última terça-feira (18), como as Zonas Leste, Norte e Oeste, onde houve maior ocorrência de destelhamento de casas e destruição de concreto, estima-se que as rajadas de vento tenham chegado ao ápice de 65 km/h. As pancadas de chuva ocorrerão até domingo (23).

De acordo com Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), 11,4 milímetros de chuva sob rajadas de vento que variaram entre 50 km/h e 65 km/h acometeram a cidade de Manaus nas últimas 24 horas.

Conforme dados do Inmet, não ocorreu chuva em grande volume, mas sim, descargas elétricas de grande porte, acompanhadas de rajadas de vento e trovoadas. O registro de desordem meteorológica vem ocorrendo em todo o estado do Amazonas.

Dimensão

A chuva já havia começado em várias áreas do estado durante o dia, porém, segundo o Inmet, só atingiu Manaus durante a noite de terça.

Apesar da capital não ter sido inicialmente atingida, a terça-feira apresentou um clima seco em Manaus, que representou um indício de descarga atmosférica. Após as ocorrências climáticas, aproximadamente 30% da cidade ficou sem luz e internet.

Desde o início do mês de setembro, as rajadas de vento têm se manifestado em diversos pontos do Estado. No município de Eirunepé (a 1.160 quilômetros da capital), foram registrados no dia 15 ventos de 89 km por hora. Já em Manicoré (a 332 quilômetros de Manaus), a intensidade foi de 73 km/h.

Causas

Ainda conforme o Inmet, a causa das rajadas de vento e trovoadas foram ocasionadas por um conjunto de 'nuvens convectivas' (de tempestade) com cerca de 10 km de altura. Nesta terça (18), a atmosfera estava, de acordo com o órgão, saturada de partículas sólidas como poluentes em geral, que, associados ao clima quente, proporcionam pancadas de chuva fortes.

Segundo a previsão meteorológica do Inmet, as pancadas de chuva ocorrerão até domingo (23), em curta duração, estimada em 30 minutos. As rajadas de vento podem se estender durante as noites e madrugadas que antecedem o próximo dia 23.