Publicidade
Manaus
Manaus

Receita Federal anuncia concurso para este ano

Receita Federal fará concurso Certame deve ser anunciado até junho, com vagas para nível médio e superior 26/01/2012 às 09:46
Show 1
O delegado interino da Receita Federal em Manaus, Alzemir Vasconcelos, disse nessa quarta-feira (25), que a direção do órgão em Brasília confirmou o certame, porém ainda não há dados sobre números de vagas e demais informações que deverão ser anunciado até junho
RENATA MAGNENTI Manaus

A Receita Federal deve anunciar oficialmente até junho deste ano a realização de concurso público que a instituição fará ainda em 2012 para preencher vagas de auditores fiscais de nível médio e superior.

Em Manaus, há um déficit de 500 servidores. O delegado interino da Receita Federal em Manaus, Alzemir Vasconcelos, disse nessa quarta-feira (25), que a direção do órgão em Brasília confirmou o certame, porém ainda não há dados sobre números de vagas e demais informações que deverão ser anunciado até junho.

A reportagem apurou, no entanto, que hoje, a DRF-Manaus demanda de pelo menos mais 500 servidores. Atualmente o quadro de pessoal do Fisco federal está assim composto: aproximadamente 260 servidores na sede do órgão, 160 no Alfândega do Porto, 63 na Alfândega do aeroporto 63, totalizando 483. Para suprir as demandas das tarefas que realiza, precisaria admitir aos menos 500 novos servidores.

A consequencia dessa falta de servidores foi exposta ontem durante apresentação do balanço das ações da Receita, em coletiva com a imprensa. Em toda a 2ª Região da Receita, que agrega outros Estados do Norte, foram realizadas 175 operações em 2010, e no ano passado realizou-se 160 operações.

Balanço

No Amazonas, as operações aduaneiras relacionadas a apreensões caíram de 94 ações para 71 no ano passado, uma variação negativa de 24%. Em 2010 o órgão apreendeu um volume correspondente a R$ 4.602.449,04 e no ano passado R$ 2.663.810,21 uma variação também negativa de 42%.

A justificativa, segundo o chefe adjunto do Porto de Manaus, Fernando Shiota, é que até meados do segundo semestre, o departamento continha dois fiscais que atuavam exatamente nestas operações.

Para auxiliar nas atividades e aumentar os resultado, a equipe foi reforçada com um terceiro fiscal.

Continuidade

Ainda relacionado a ações da Receita o delegado Alzemir afirmou que este ano continuam as investigações relacionadas às operações “Entrando nos Eixos” e “Telhado de Vidro”.

A primeira diz respeito a cinco empresas de transporte coletivo que sonegaram R$ 80 milhões. A expectativa é que este ano o órgãocomprove que elas devem mais R$ 80 milhões.

“Isso porque durante as investigações são feitos cruzamento de dados e é possível estimar quando cada empresa deve”. Quanto à operação “Telhado de Vidro”, voltada para obras de construção civil, identificou no ano passado 300 contribuintes que se “esquecerem” de recolher as contribuições previdenciárias dos trabalhadores.

Alzemir disse que este número deve dobrar este ano já que um volume grande de informações estão sendo comparadas. Em 2011, o valor sonegada por estes contribuintes somou R$ 3 milhões.

Em números

R$ 160 milhões é o montante que a Receita Federal deve receber de cinco empresas de transporte coletivo que sonegaram impostos nos últimos anos. 300 contribuintes Devem explicar à Receita a razão de não terem registrado junto ao órgão informações de construção ou ampliação de imóveis residenciais ou comerciais.