Publicidade
Manaus
Manaus

Resultado de eleição para conselhos tutelares sai nesta terça (29) mesmo sob investigação

Boca de urna, fraudes e até interferência de traficantes no processo eleitoral estão sendo investigados pelo Ministério Público 29/05/2012 às 09:00
Show 1
Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente coordena colocação do lacre nas urnas de votação
Maria Derzi Manaus

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Amanda Ferreira, garantiu que os nomes dos candidatos eleitos e reeleitos para os cargos os nove Conselhos Tutelares de Manaus serão divulgados no Diário Oficial desta terça-feira (29). Mesmo após denúncias sobre candidatos “bancados” por traficantes; ocorrência de boca de urna, fraude nas provas de pré-seleção, que permearam as eleições para os nove Conselhos Tutelares de Manaus, o CMDCA finalizou a apuração dos votos manuais que definiram os nomes dos novos presidentes eleitos e reeleitos para ocupar o cargo pelos próximos três anos.

As eleições foram acompanhadas pelo Ministério Público do Amazonas (MPE), que teve acesso às denúncias de fraudes cometidas durante o pleito e vai realizar investigação sobre os casos. De acordo com Amanda, mais de 33,2 mil pessoas votaram.

“Foram eleitos 90 novos candidatos e apenas 16 foram reeleitos, isso é uma renovação no quadro”, disse Amanda.  

O mandato atual termina no próximo dia 30 de junho e, durante esse período, os eleitos serão preparados pela CMDCA para as funções que vão assumir.

“Nós vamos realizar um seminário para preparar os novos membros e reciclar os reeleitos. Eles serão informados sobre todas as atribuições que o cargo necessita e como é desenvolvido o trabalho pelos conselhos. No dia 1º de julho eles tomarão posse”, avisou a presidente.

As denúncias, segundo Amanda, têm um prazo para serem apuradas até o dia 5 de junho. “Ainda não podemos divulgar os nomes de quem promoveu a irregularidade, porque as denúncias serão investigadas. Temos plena certeza da idoneidade do pleito porque ele foi acompanhado por quatro procuradores. Entendemos que essa eleição foi uma conquista da sociedade, que teve o seu direito garantido de poder escolher quem vai atuar nos conselhos tutelares”, disse Amanda.

As eleições para os Conselhos Tutelares de Manaus - realizadas manualmente pela impossibilidade do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em disponibilizar urnas eletrônicas, devido às eleições municipais deste ano - abrangeram todas as zonas da cidade, incluindo as rurais.

No total, cem candidatos estavam habilitados para concorrer, mas apenas 45 foram selecionados para participar da eleição e ocupar as cinco vagas oferecidas em cada um dos conselhos. Os demais serão suplentes em suas zonas.

A apuração do resultado ocorreu no auditório do MPE e encerrou-se às 5h desta segunda (28).

Suspeita
O coordenador geral do Conselho Tutelar de Manaus, João Furtado, foi contrário às eleições.

“O Fórum estadual entrou com mandado de segurança para anular o edital das eleições, mas a nossa liminar foi derrubada. Entre as várias denúncias vamos verificar se uma candidata, que sabemos ser bancada por um traficante, foi eleita, e vamos divulgar isso”, alertou.