Publicidade
Manaus
Vistoria Ponta Negra

Resultado de vistoria na Ponta Negra pode acionar Ministério Público

Dependendo do resultado da aferição que será realizada no domingo, CMM vai solicitar que promotoria responsabilize prefeitura 31/10/2012 às 07:57
Show 1
Local onde banhistas correm perigo está sinalizado com placa vermelha
Florêncio Mesquita Manaus

Caso a vistoria que será realizada na praia Ponta Negra, no próximo domingo, constate que a obra realizada pela Prefeitura de Manaus tem influência nas 12 mortes que ocorreram no balneário, o Ministério Público do Estado (MPE) será acionado para responsabilizar o município. A medida está sendo tomada pela Comissão de Serviço Públicos da Câmara Municipal de Manaus (CMM), responsável por coordenar a vistoria.

A praia perene da Ponta Negra não será interditada para a vistoria, programada para as 15h do domingo. Aproximadamente 5 mil pessoas devem estar no balneário durante o ato de fiscalização. Segundo o presidente da comissão, vereador, Waldemir José (PT), a ideia é reunir técnicos de órgãos como do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) para medir a profundidade do rio Negro na orla da praia e, principalmente, verificar as condições e regularidade do solo da praia.

(*) A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa