Publicidade
Manaus
Manaus

Secretária é presa em Manicoré após revelar plano criminoso

Dirigente declarou que pretendia atear fogo no cartório eleitoral devido à inércia do juiz frente à compra de votos 11/10/2012 às 08:19
Show 1
Presidente do TRE-AM, Flávio Pascarelli (ao centro) e procurador Edmilson Barreiros (à esquerda) durante entrevista coletiva
Mariana Lima ---

A secretária do PTN em Manicoré, Kelly Mar, foi presa nesta quarta-feira (10), um dia depois de afirmar que fazia parte de um grupo de correligionários do candidato derrotado Jefferson Campos (PTN) que planejava atear fogo no cartório eleitoral do município. A reação de partidários do candidato a prefeito do PTN com o resultado da eleição levou o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) Flávio Pascarelli a viajar, ontem,  para o município.

Kelly Mar declarou em entrevista publicada ontem em A CRÍTICA que o PTN faria uma reunião para definir possíveis ações contra o juiz eleitoral Jeferson Galvão. Segundo ela, o magistrado não estaria dando atenção às denúncias de compra de voto e abuso do poder econômico praticadas pelo prefeito Lúcio Flávio (PSD), que foi reeleito com diferença de 541 votos sobre Jeferson Campos.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).