Publicidade
Manaus
Manaus

Secretário do PDT diz que diretório está animado com possível retorno de Amazonino

Dentro do PDT, a cúpula estadual está entusiasmada com uma possível candidatura de Amazonino em 2014.  Há conversas de que o ex-prefeito poderá disputar o governo do Amazonas  e outros afirmam que ele estaria se articulando politicamente para concorrer a uma vaga no senado 18/03/2013 às 10:58
Show 1
Dentro do PDT, a cúpula estadual está entusiasmada com uma possível candidatura de Amazonino em 2014
JOELMA MUNIZ Manaus

O retorno do ex-prefeito Amazonino Mendes ao cenário político é considerado justo e normal para os que convivem com ele. O secretário-geral do Partido Democrático Trabalhista (PDT) do qual Amazonino é presidente no Estado, Dermilson Chagas, acredita que ninguém melhor que o ‘Negão’ para falar em nome da legenda.

“Ele é a pessoa mais indicada para falar sobre as ações do partido. Ele é um político de um legado extraordinário, Amazonino, está lúcido e capaz de contribuir positivamente para a melhoria da vida do Amazonense. Ele é consciente e lógico ninguém pode negar”, destacou Chagas em conversa com a reportagem do acritica.com.

Amazonino mostrará que não ‘morreu’ para a política, sendo o personagem principal do programa político eleitoral de TV do PDT, conforme divulgou a Coluna Sim&Não do Jornal A Crítica, publicada nesta segunda-feira (18). Esta será a primeira aparição pública de Amazonino depois que deixou a prefeitura de Manaus em dezembro de 2012. O ex-prefeito quer aproveitar o espaço na tevê para falar da sua administração.

Eleições a vista

Animado com regresso de Amazonino, Dermilson Chagas, enumerou o que ele considera as maiores contribuições do Pedetista para o Estado. “Muitas pessoas falam de forma maldosa e esquecem que foi ele que durante anos lutou pela manutenção da Zona Franca de Manaus (ZFM), criou a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), 90% dos hospitais do Estado, Escolas, o programa Bolsa Universidade, Leite do Meu Filho entre outros”, analisou.

Sobre o período em que Amazonino ficou afastado dos holofotes políticos, o secretário-geral do PDT, afirmou não ver estranhezas, para ele o ex-prefeito queria ficar quieto para colocar em dia a vida pessoal, mas também para refletir sobre suas novas possibilidades na política.

“Ficou quieto e agora volta a conversar sobre o assunto. É normal para um homem como ele, essa é a natureza dele que é o maior arquiteto político do Amazonas”, frisou.

Dentro do PDT, a cúpula estadual está entusiasmada com uma possível candidatura de Amazonino em 2014.  Há conversas de que o ex-prefeito poderá disputar o governo do Amazonas  e outros afirmam que ele estaria se articulando politicamente para concorrer a uma vaga no senado.

Há informações de que o ex-prefeito teria se encontrado no último sábado (16) com os senadores Eduardo Braga (PMDB) e Alfredo Nascimento (PR). O rumor é que os três estão discutindo a formação de uma chapa completa para as eleições de 2014.

“Sede de poder e dinheiro”

Para o deputado estadual Marcelo Ramos (PSB), a disposição de Amazonino de participar de novos processos eleitorais deveria ser vetada pelo povo. Ele, não concorda com o ressurgimento do político que segundo ele “foi autor de uma passagem desastrosa pela Prefeitura de Manaus”.

“Ele só retorna se o povo deixar. Eu espero que não deixe, ele deveria poupar o povo da sua sede de poder e dinheiro”, disparou.