Publicidade
Manaus
Manaus

Seis mortes são registradas no IML nas últimas horas em Manaus

Cinco das mortes foram causadas por ferimentos com arma de fogo. Dois corpos ainda não foram identificados por familiares 27/03/2014 às 10:29
Show 1
O Instituto Médico Legal (IML) registrou seis mortes em 24 horas em Manaus
acritica.com Manaus (AM)

Seis mortes foram registradas pelo Instituto Médico Legal (IML) na noite desta quarta-feira (26) e madrugada desta quinta-feira (27) em Manaus. Do total de mortes registradas, cinco mortes foram causados por ferimentos por arma de fogo e um suicídio.

Às 19h02 o corpo de um homem, ainda não identificado, deu entrada no instituto após ser atingido por tiros no bairro Morro da Liberdade, na Zona Sul de Manaus. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o local onde a vítima foi baleada e a motivação para o crime não foram informados. Ele chegou a ser socorrido até o Serviço de Pronto Atendimento da Colônia Oliveira Machado, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Por volta das 21h18, outro homem não identificado foi morto com um tiro na cabeça. O crime aconteceu n a rua Itaquitinga, bairro Alvorada, na Zona Centro-Oeste de Manaus.

Vinte minutos depois foi à vez de um adolescente de 16 anos. Gabriel Ferreira Feitosa foi morto a tiros na rua Girassol, bairro Lírio do Vale. Ele chegou a ser socorrido até o SPA Joventina Dias, mas chegou sem vida.

Internado desde o último dia 12, Alessandro Barros, 23, não resistiu e morreu na noite de quarta-feira. Ele estava internado no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de agosto e veio à óbito às 22h23. De acordo com a polícia, o jovem foi atingido com vários tiros na costa quando estava em frente a sua residência, localizada na rua Manoel Borba Gato, no bairro Dom Pedro II, Zona Centro-Oeste, quando foi surpreendido pelo atirador.

Às 22h39 foi registrado a morte de David Aires Campos, de 31 anos, após ser vítima por tiros na cabeça em frente a uma igreja evangélica, situada na rua Miraí (antiga rua 5), no bairro São José II, na Zona Leste.

Segundo a polícia, a vítima recebeu uma ligação e saiu de casa para encontrar alguém, que ainda não foi identificado, quando foi surpreendido pelos tiros. David morava a pouco tempo no local, com a esposa e uma filha, e os moradores desconheciam qualquer desavença ou motivo para o crime.

A última morte registrada foi o suicídio, por volta das 4h26. Os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) e a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai investigar o crime.