Publicidade
Manaus
Manaus

Seis novos corujinhas nas vias de Manaus, a partir de segunda-feira (18)

Manaustrans encerra fase de testes e aferição e agora chegou a hora de multar o motorista infrator 16/06/2012 às 13:25
Show 1
Na segunda (18), mais seis corujinhas entram em funcionamento na cidade
acritica.com Manaus

A partir de segunda-feira (18) seis novos controladores de velocidade, os ‘corujinhas’, começarão a funcionar em três vias de Manaus. O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) instalou os equipamentos nos locais onde a fiscalização constatou a ocorrência de “rachas” (disputa de corridas em via pública) e nas áreas onde há registros de acidentes provocados por excesso de velocidade.

Os novos equipamentos foram aferidos pelo Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) e estão instalados nos seguintes locais: avenida Torquato Tapajós (após a fábrica Phillips (sentido centro/bairro) e após a avenida Desembargador Paulo Jacob (sentido bairro/centro); avenida Governador José Lindoso (avenida das Torres), próxima à rua Fukushima (no sentido centro/bairro) e próximo a rua Tóquio (sentido bairro/centro); e dois na avenida Coronel Jorge Teixeira (a estrada da Ponta Negra), sendo um no lado oposto à Companhia de Comunicações do Exército (no sentido centro/bairro) e outro em frente ao condomínio Jardim das Américas (bairro/centro).

As vias com os novos equipamentos estão sinalizadas para indicar que a velocidade máxima permitida é de 60 km/h. A medida obedece a resolução 396 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que dispensa a necessidade dos controladores terem ao lado o painel para mostrar a velocidade desenvolvida pelo condutor, nem placas de alerta indicando a instalação do dispositivo.

Campanha

A eficácia dos controladores está em consenso com o tema “Não exceda a velocidade, preserve a vida”, da Semana Nacional do Trânsito 2012 , marcada para setembro, incluída nas ações da Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito 2011/2020, proclamada pela Organização das Nações Unidas. “Enfatizamos que nosso objetivo é preservar vidas e conscientizar que as pessoas devem, para isso, respeitar as leis do trânsito”, afirma o diretor-presidente do Manaustrans, Walter Cruz.