Publicidade
Manaus
Manaus

Seis pessoas com mais de 79 anos disputam eleição no Amazonas

A terceira idade (60 anos ou mais) é a faixa etária que mais cresce no Brasil e no mundo. No entanto, o número de candidaturas de idosos é reduzida. No Amazonas, este ano, o total de candidaturas com 60 anos ou mais não passa de 5% do total de candidatos. 21/07/2012 às 20:06
Show 1
O aposentado Francisco das Chagas, 86, é candidato a vereador, no Amazonas, com idade mais avançada. Disputa uma vaga na Câmara Municipal de Tabatinga
Lúcio Pinheiro Manaus

Tabatinga (a 1.105 quilômetros de Manaus) tem o candidato mais velho do Amazonas nas eleições de outubro. Aos 86 anos, o aposentado Francisco das Chagas (DEM), o “Chagas”, disputa com mais 143 candidatos um das 15 vagas da Câmara de vereadores do município que integra a tríplice fronteira Brasil/Colômbia/Peru.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informam que o Amazonas tem uma população de 89 mil pessoas com mais de 70 anos. De acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 49 pessoas com idade entre 70 a 79 anos se candidataram para as eleições deste ano. E com idade superior a 79 anos, a faixa etária de Chagas, a Justiça Eleitoral registra no Estado apenas seis candidaturas. Todas ao cargo de vereador.

A terceira idade (60 anos ou mais) é a faixa etária que mais cresce no Brasil e no mundo. No entanto, o número de candidaturas de idosos é reduzida. No Amazonas, este ano, o total de candidaturas com 60 anos ou mais não passa de 5% do total de candidatos. E na faixa etária superior a 79 anos, o percentual não chega nem a 1%. Em todo o País, os candidatos a partir dos 60 anos totalizam 9% do total.

Natural de São Luis, Maranhão, mas radicado em Tabatinga desde os 35 anos, Chagas disse lamentar ser parte de uma exceção. “Eu sou um idoso ainda cheio de fantasia. Meu pensamento é que não vou morrer nunca. Penso como um rapaz. Não sei por que os outros (idosos) não participam. Não se candidatam. Vejo no Senado todo mundo de cabeça branca discursando, ativo. Por que eu não posso fazer isso aqui embaixo, na Câmara de Tabatinga?”, questiona Chagas.

Essa será a terceira eleição para vereador que Chagas participa. O aposentado chegou a Tabatinga com 35 anos de idade. À época, ele disse viajava o Brasil como assistente administrativo da Comissão de Aeroporto de Região Amazônica (Comara). Solteiro, Chagas foi destacado para trabalhar na obra do aeroporto do município. Gostou da terra e, ao conhecer a companheira com quem vive até hoje, resolveu ficar de vez. Hoje ele tem cinco filhos e três netos.

Em Manaus, o TSE registrou este ano a candidatura de duas pessoas com mais de 79 anos. O primeiro é ex-senador Evandro Carreira (PSDB). Ele está com  85 anos. O segundo é o aposentado Zequinha Marinho (PMDB), de 84 anos.

No interior, além de Chagas, há a candidatura do agricultor José Demétrio de Almeida, de 82 anos, no Município de Benjamin Constant (a 1.116 quilômetros de Manaus). Em Borba, Clovis Antunes Maia (PTB), de 84 anos, também é candidato a vereador. A lista fecha com o agricultor Raimundo Nunes de Souza (PP), de 85 anos. Nascido em Manacapuru, concorre a vereador em Anori.