Publicidade
Manaus
Manaus

Semad publica aviso de cancelamento do concurso para Guarda Municipal

O concurso, que tinha por objetivo o preenchimento de 293 vagas em cadastro reserva para o cargo de guarda municipal, em Manaus, teve nove das 19 questões de matemáticas copiadas de uma apostila produzida pelo Centro Educacional Preparatório para Concursos (Cepcon) 05/04/2012 às 18:35
Show 1
Concurso para guarda municipal é anulado
Ana Carolina Barbosa Manaus

O secretário Municipal de Administração (Semad), José Antônio Ferreira Assunção, acatou a recomendação do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) e anulou o concurso público para o cargo de guarda municipal nível médio, realizado no dia 18 de março, após a comprovação de fraude no certame.

O concurso, que tinha por objetivo o preenchimento de 293 vagas em cadastro reserva para o cargo de guarda municipal, em Manaus, teve nove das 19 questões de matemáticas copiadas de uma apostila produzida pelo Centro Educacional Preparatório para Concursos (Cepcon), conforme denúncias de candidatos e confirmação do próprio secretário.

A decisão de anular o concurso já havia sido anunciada dias depois da realização das provas pela Semad. Contudo, o aviso de anulação do concurso só foi publicado na edição do dia 4 do Diário Oficial do Município (DOM), com assinatura retroativa a 30 de março. As suspeitas de fraude são investigadas pela 58ª Promotoria de Justiça Especializada na Proteção e Defesa dos Direitos Constitucionais do Cidadão (Prodedic).

Segundo a publicação, “todos os procedimentos legais cabíveis serão adotados por esta Municipalidade, inclusive a garantia, sem ônus adicional quanto à taxa da inscrição, aos candidatos que tiveram a sua inscrição confirmada (diante do recolhimento da taxa de inscrição), para que possam participar do novo certame perante a instituição a ser contratada por esta Secretaria”. Cada inscrição cursou R$ 65.

Em janeiro deste ano, a Semad publicou no DOM o edital do concurso, o qual apontava como contratado para realizar o certame o Instituto de Planejamento e Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (Ipad), instituição que recebeu R$ 100 mil pela prestação do serviço. A vigência do contrato era de 12 meses.

De acordo com o aviso de anulação, “tão logo sejam providenciados os atos rescisórios com o instituto Ipad, será providenciada a contratação da nova instituição, assim como o novo edital de Concurso Público para o cargo de Guarda Municipal”.