Publicidade
Manaus
Manaus

Shoppings de Manaus arrecadam cerca de R$ 1,5 milhão com estacionamentos

O valor cobrado nos estacionamentos de Manaus, que pode variar entre R$ 2 e R$5 por hora, é uma reclamação frequente entre os clientes desses centros 20/09/2012 às 21:54
Show 1
Millennium Center (foto) e Amazonas Shopping arrecadam cerca de R$ 1,5 milhão por mês com estacionamento
Ana Carolina Barbosa Manaus

O valor arrecadado por dois dos principais shoppings de Manaus – Amazonas e Millennium -, juntos, pode chegar a R$ 1,5 milhão por mês só com as taxas cobradas para o uso do estacionamento. O valor é fruto da multiplicação da média de veículos que utiliza esses espaços por mês, disponível no site da empresa Amazonpark (Sinart) – administradora dos dois estacionamentos – pelo valor mínimo cobrado por cada veículo que estaciona nos dois centros comerciais: R$5. Atualmente não há nenhuma lei estadual em vigência que garanta a gratuidade deste tipo de serviço.

O valor cobrado nos estacionamentos de Manaus, que pode variar entre R$ 2 e R$5 por hora, segundo pesquisa feita em quatro dos sete shoppings instalados na capital, é uma reclamação frequente entre os clientes desses centros.

Também pôde-se constatar durante o levantamento dos dados que existe uma variação no valor cobrado por hora adicional. No Manaus Plaza Shopping, situado na avenida Djalma Batista, o valor pago por hora é R$ 2 – ou seja, R$ 6 por cada três horas. Já no Manauara Shopping (avenida Mário Ypiranga Monteiro, antiga Recife), o segundo mais barato na ordem se consideradas três horas de uso, são cobrados R$ 4 por três horas e R$ 1 por hora adicional.

O Millennium Center e o Amazonas Shopping, ambos situados na avenida Djalma Batista, cobram R$ 5 por cada hora. Contudo, no caso do Amazonas Shopping, o valor permanece o mesmo por até três horas, sendo cobrado mais R$ 2 por cada hora adicional. No Millennium, o valor sobe para R$ 3 por cada hora adicional. As informações foram obtidas pelos telefones disponíveis para abertura de SACs (Sistema de Atendimento ao Cliente) disponíveis nos sites dos centros comerciais.

O valor arrecadado pelo Millennium Center e o Amazonas Shopping por mês não é exato, uma vez que cada condutor tem cerca de meia hora para deixar o local, após estacionar, sem pagar.

Responsabilidade

Questionados sobre a responsabilidade dos shoppings em caso de furto do veículo ou pertences que porventura estejam dentro deles, a operadora do call center não soube informar se haveria ressarcimento. O estacionamento do local, assim como no Amazonas Shopping e no Millennium, é administrado pela Amazonpark. A reportagem tentou contato com a empresa para apurar se o valor arrecadado é investido de alguma forma nos próprios estacionamentos, mas não obteve sucesso.

No Manauara, uma funcionária que estava responsável pelo número disponibilizado para informações garantiu que o shopping se responsabiliza em caso de danos. Já no Amazonas shopping, a operadora da central disse que, em caso de furto, é necessária uma abertura de SAC (reclamação) no local para que sejam analisadas as imagens das câmeras lá instaladas.

O ressarcimento se dará apenas no caso de comprovação de que o fato ocorreu no estacionamento do centro comercial. No caso do Millennium, a telefonista informou que apenas a empresa Amazonpark poderia prestar maiores informações.

A equipe de acritica.com entrou em contato com as assessorias dos quatro centros comerciais citados acima. Contudo, apenas a do Millennium respondeu, informando que o estacionamento do shopping possui equipe de vigilância, segurança que faz rondas de moto e seguro do veículo para o caso de furto.

Segundo o representante da Sinart (Amazonpark), José Silho, o Millennium possui “um dos sistemas com maior cobertura de área e vigilância de estacionamentos em Manaus, com mais de 50 câmeras somente no estacionamento” e o valor do estacionamento foi baseado em um estudo de mercado.