Publicidade
Manaus
Manaus

Siena, Cobalt e Versa 'turbinados'

Preços ‘acessíveis’ e porte anabolizado 14/07/2012 às 10:54
Show 1
Comparativo grand siena foi o último a chegar. quais as vantagens do novato?
Agência Estado ---

Recém-lançada no País, a nova geração do Siena representa sensível evolução em relação à anterior. Tanto que ganhou até prenome: agora o sedã se chama Grand Siena. Com maior porte (o entre-eixos cresceu 14 centímetros) o Fiat chega para brigar com Chevrolet Cobalt e Nissan Versa, que também combinam a fórmula que reúne preços “acessíveis” com tamanho anabolizado, similar ao de três-volumes de categorias superiores.

Comparamos as versões de entrada desses sedãs. Versa e Cobalt fazem um tira-teima, pois já haviam se enfrentado no início do ano, com vitória do Nissan.

Mexicano

Nesse embate triplo, o modelo mexicano comprova sua superioridade. Com motor 1,6 litro de até 111 cv, tem entre as vantagens a menor tabela (R$ 33.490) na versão de entrada, S. O Versa se destaca por oferecer mais espaço, embora não tenha o maior entre-eixos do trio.

Fabricado em São Caetano do Sul, o Cobalt ficou na segunda posição. Seu 1.4 gera até 102 cv e o preço sugerido da configuração LS começa em R$ 37.759.

O lanterninha foi o Grand Siena. Apesar de ter melhorado quando comparado ao anterior, o sedã mineiro perde em quesitos como espaço a bordo, conforto e motor. Na opção mais em conta, Attractive 1.4 de até 88 cv, tem tabela a partir de R$ 36 mil. No quesito propulsor, por exemplo, o Fiat tem 14 cv a menos que o Chevrolet e distantes 23 cv do Nissan. Os três são de quatro cilindros flexíveis.

Espaço

O Cobalt, por sua vez, embora não seja o mais espaçoso, é o que melhor recebe a bordo. Traz bancos confortáveis e de boa altura (o traseiro é muito baixo no Nissan e no Fiat, o que deixa as pernas dos ocupantes flexionadas). O Chevrolet tem o maior porta-malas.

O Versa anda mais, mas tem aspectos negativos, como o acabamento e o pior acerto de suspensão. Ela é firme quando deveria ser macia e condescendente com a inclinação da carroceria. Além de ruidoso o câmbio tem engates um tanto difíceis (especialmente se comparado ao do Chevrolet).

Compensação

Em relação ao Cobalt, o Grand Siena compensa a menor potência no câmbio. A primeira e a segunda marchas são bem curtas, o que garante agilidade na cidade.

Nos itens de série há pequena diferenciação nas estratégias de cada fabricante. O Nissan apela aos air bags duplos, itens também oferecidos de fábrica no Grand Siena, que traz ainda freios com ABS, recurso disponível só nos catálogos mais caros dos rivais. O Cobalt aposta no conforto do ar-condicionado, que é opcional nos concorrentes.

Em comum, todos trazem desembaçador do vidro traseiro e direção assistida. No Fiat o sistema é hidráulico e nos demais o recurso é elétrico.