Publicidade
Manaus
Manaus

Sinetram contesta motivo de greve dos rodoviários

Os sindicalistas reivindicam melhorias trabalhistas como o fim da compensação horas aos trabalhadores e a utilização do banco de horas 04/02/2014 às 16:27
Show 1
Rodoviários pretendem fazer greve na próxima segunda-feira (10)
acritica.com* Manaus, AM

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) questinou a greve dos rodoviários, programada para acontecer no dia 10 de fevereiro. No documento, os sindicalistas informam que pretendem reivindicar o fim da compensação horas aos trabalhadores, a utilização do banco de horas e a retirada de uma empresa de serviços financeiros que presta serviço à empresa Líder Transportes.

O Sinetram ressalta que a pauta já foi discutida durante a reunião do último dia 17 de janeiro na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT), onde os procuradores da casa entenderam que o assunto não seria motivo de paralisação.

“Mais uma vez os sindicalistas querem atrapalhar o ir e vir da população que depende do transporte coletivo. Essa pauta já foi analisada pelo MPT, que deu parecer contrário, pois entende que a reivindicação não é motivo para a greve. Não vamos medir esforços para impedir que a greve aconteça e prejudique a população mais uma vez”, informou o assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges.

Ainda de acordo com Borges, caso os sindicalistas realizem a paralisação, o Sinetram irá entrar com uma ação judicial pedindo a ilegalidade do movimento, e que seja aplicada uma multa de R$ 50 mil por hora de paralisação.

*Com informações da assessoria de imprensa do Sinetram