Publicidade
Manaus
Cotidiano, Transporte coletivo, Transporte público, Rodoviários, greve, TRT/AM, Sinetram

Sinetram entra com ação, na Justiça do Trabalho, contra rodoviários grevistas de Manaus

No pedido apresentado ao TRT entidade requer desconto na folha de pagamento de quem aderiu à paralisação, além de multa no valor de R$ 100 mil/hora 10/04/2012 às 13:32
Show 1
População ficou revoltada com paralisação dos rodoviários
Síntia Maciel e Monica Prestes Manaus

Com a alegação de que a paralisação dos rodoviários, ocorrida das 5h às 12h, desta terça-feira (10), em Manaus seria ilegal, além de abusiva, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), entrará com uma ação contra o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM), nesta terça-feira à tarde, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT/AM).

A informação é do assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges, que também informou que na ação o sindicato solicita a autorização de desconto, na folha de pagamento, dos rodoviários que aderiram à paralisação, bem como uma multa no valor de R$ 100 mil/hora, contra a categoria.   

“Estamos pedindo que a greve seja considerada ilegal, pois não houve uma comunicação prévia da paralisação, tanto às empresas quanto aos usuários”, explica Borges.

A ação, segundo Borges, apesar de ser contra o Sindicato dos Rodoviários, está direcionada a todos os trabalhadores e dirigentes da entidade.