Publicidade
Manaus
PAZ

SSP-AM lança aplicativo para monitorar quem entra armado em bares e casas noturnas

No dispositivo, constará o nome do policial e uma foto dele, além de outras informações; donos de casa preferem veto a armados 01/12/2017 às 12:26 - Atualizado em 01/12/2017 às 12:43
Show dono do por o
O dono do Porão do Alemão esteve na apresentação do aplicativo (Foto: Joana Queiroz)
acritica.com Manaus (AM)

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) lançou na manhã desta sexta-feira (01), o aplicativo denominado 'Balada Segura', que tem o objetivo de monitorar quem entra armado em casas noturnas e bares, em Manaus, principalmente servidores das Polícias Civis e Militar. O dispositivo deve está disponível nos próximos dias nas ferramentas de distribuição digital. 

A apresentação do aplicativo foi feita pela corregedora-geral de Segurança Pública, Iris Trevisan. Durante o evento, ela afirmou que cada empresário deverá fazer o cadastro da sua empresa com todas as informações do estabelecimento.

No dispositivo, constará o nome do policial e uma foto dele, além de outras informações sobre número da arma e qual corporação ele atua. Caso o servidor, se negue a passar qualquer informação para o dono do estabelecimento, ele poderá acionar a corregedoria por um número de telefone que será disponibilizado. 

O dono do Porão do Alemão, William Lauschner, participou do lançamento utilizando uma camiseta com a frase #JuntosPelaPaz. No último sábado (25), o delegado Gustavo Sotero matou o advogado Wilson Justo Filho durante tiroteio no establecimento na Zona Oeste de Manaus 

Em entrevista à reportagem, o proprietário do Porão afirmou que a Polícia Civil do Estado do Amazonas (PCAM) deveria criar uma portaria proibindo a entrada de policiais armados em casas noturnas de Manaus. "Não é que o policial deva sair de casa desarmado, mas alguns pontos precisam ser respeitados. Do mesmo jeito que o porte civil proíbe entrar em locais de aglomeração de pessoas com armas, isso precisa ser visto para os policiais. Você tem mil pessoas em uma casa de show, você sacar uma arma para defesa pessoal pode atingir outras pessoas que não tem nada nada com isso", destacou William, completando que os clientes e proprietários precisam de mais segurança.

"Todos nós queremos que as pessoas saiam de casa para se divertir. Eu acredito que vai ter mais discussão sobre o assunto, porque estamos lidando com a polícia, que é responsável pela nossa segurança. Não vamos colocar um caso especifico, do que aconteceu, como uma regra. Tem alguns meios legais que vamos conseguir oferecer mais segurança para as pessoas e ao mesmo tempo respeitar o direito do policial de usar a arma. A portaria é uma solução. O aplicativo vai ajudar sim, mas devemos criar meios mais energéticos", disse o proprietário do Porão.